Lançar pessoas na água, “dar caldo”, pular de locais altos em rios e cachoeiras transformam brincadeira em tragédia

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O provérbio popular é antigo e diz que com água não se brinca. Porém muitas pessoas não levam esse alerta a sério e acabam sendo protagonistas de tragédia em rios, lagos, cachoeiras e piscinas.

É comum as pessoas abusarem de bebida alcoólica e iniciar alguns tipos de brincadeiras que na maioria das vezes não acaba bem. Entre elas, lançar pessoas na água e pular de locais altos.

Nas redes sociais também circulam vídeos mostrando pessoas tentando lançar outra dentro de piscinas, erram o cálculo e causam sequelas nesses alvos de brincadeiras. Em alguns casos as vítimas ficam paralíticas ou batem a cabeça sofrendo danos severos.

O tenente Cleyton Batista de Jesus, comandante do Pelotão do Corpo de Bombeiros Militar de Pará de Minas, afirma que essas brincadeiras devem ser evitadas, pois a corporação possuir muitos registros de ocorrências de acidentes que começaram como brincadeira e acabou em tragédia:


Tenente Cleyton Batista de Jesus
tenentecleytonbrincadeira1

Além de evitar brincadeiras, as pessoas precisam conhecer muito o local onde pretendem nadar ou simplesmente entrar na água com o objetivo de se refrescarem. Quem não sabe nadar deve redobrar os cuidados:

Tenente Cleyton Batista de Jesus
tenentecleytonbrincadeira2

Nesta época de verão as pessoas se deslocam com muita frequência até os rios, lagos, cachoeiras e piscinas da região Centro-Oeste de Minas Gerais. O maior fluxo nesses locais faz aumentar o risco de afogamentos, conforme já alertou o Corpo de Bombeiros.

Infelizmente dois casos foram registrados no sábado, 12 de Janeiro, no município de Carmo do Cajuru onde dois homens de 32 e 34 anos afogaram e foram socorridos em estado grave pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e levados para a Sala Vermelha do Hospital São João de Deus em Divinópolis.

Importante ressaltar que em casos de acidentes ou afogamentos nos balneários, o Corpo de Bombeiros deve ser acionado pelo telefone 193 ou a equipe do SAMU ligando 192.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!