Plenário do Senado aprova criação do Dia Nacional da Filantropia

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Plenário do Senado Federal aprovou na terça-feira (15) o Projeto de Lei nº 8697/2017 (PL 2.117/2019 no Senado), de autoria dos deputados federais Eduardo Barbosa e Antonio Brito, que institui o Dia Nacional da Filantropia, a ser comemorado anualmente dia 20 de outubro. A proposta segue para sanção presidencial.

O deputado Eduardo Barbosa afirmou que a iniciativa pretende dar visibilidade à filantropia e à participação do cidadão na sociedade e justifica que a data chama atenção para o assunto, conscientizando a população sobre o trabalho que é realizado pelas entidades filantrópicas. “O trabalho filantrópico exige que todos os envolvidos tenham como alicerce os princípios de compaixão e de altruísmo; é essa concepção, baseada na compaixão e no altruísmo que hoje sustenta e que no futuro sustentará a filantropia”, afirmou.

Segundo Eduardo Barbosa, a criação da data trará uma mobilização de todos aqueles envolvidos com a filantropia, “porém irradiando para comunidade, que às vezes não parou para pensar, que essas instituições exercem funções relevantes e, na falta delas, teríamos um vazio de assistência”, explicou o deputado.

A palavra filantropia vem dos termos gregos philos e anthropos, que significam respectivamente “amor” e “ser humano”. Ou seja, filantropia significa amor ao ser humano, ou à humanidade. A filantropia no Brasil remonta à época do descobrimento, com a fundação da Santa Casa de Santos, em 1543.

FONIF
O Fórum Nacional das Instituições Filantrópicas (FONIF), que inspirou os autores, realizou uma ampla campanha pelo Dia Nacional da Filantropia. A criação da data foi pauta de diversos sites de instituições filantrópicas altamente reconhecidas e respeitadas, além de destaque em importantes veículos da mídia. Também foi criado o portal do Dia Nacional da Filantropia, no qual os participantes podem cadastrar as atividades realizadas em todo o País, contribuindo para a consolidação de um grande mapa da filantropia e da solidariedade no Brasil.

De acordo com o FONIF, existem no Brasil mais de 9.000 instituições beneficentes de assistência social que praticam a filantropia de forma reconhecida pelo Estado, além de milhares de outras que também o fazem sem estarem escritas nos livros oficiais, formando uma rede importante de entidades que buscam ajudar ao próximo, complementando e muitas vezes substituindo o papel do Poder Público.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!