Seca preocupa e pode faltar água em Pará de Minas; prefeito pede consumo consciente e entrega de adutora

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Estava programada para 10 de julho a inauguração da nova adutora que será responsável pelo abastecimento de água em Pará de Minas pelos próximos anos. Construída no Rio Pará, a obra é de responsabilidade da mineradora Vale após um acordo feito com o Município de Pará de Minas, a concessionária responsável pelo abastecimento de água e tratamento de esgoto na cidade e também o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), através da 4º Promotoria de Justiça da Comarca de Pará de Minas.

O acordo firmado previa entrega da adutora em julho mas após alguns atrasos, o promotor Delano Azevedo Rodrigues disse ao Portal GRNEWS que a mineradora será multada diariamente pelo atraso. O valor será negociado em obras ou em dinheiro, onde que o MPMG e o Município decidirão a melhor forma de utilizar o montante, que estima-se estar próximo a R$ 7 milhões.

Mas enquanto não é entregue, a mineradora está na fase de testes. Conforme apurado pelo Portal GRNEWS, parte da obra que compreende a conhecida estrada do Caracol, com destino a Meireles, até a Estação de Tratamento de Água (ETA) no bairro Nossa Senhora das Graças já teve inclusive os testes finalizados e já está pronto para o funcionamento. Outra região que já teve os testes concluídos fica próximo ao distrito de Carioca.

O prefeito Elias Diniz (PSD) está ansioso pela entrega oficial da nova adutora do Rio Pará, pois o período de estiagem chegou e a preocupação agora é caso os ribeirões e córregos baixem rapidamente o nível de água:


Elias Diniz
eliasdtestvale1

Com a entra em operação da nova adutora e futuramente quando o rio Paraopeba estiver apto a ter agua captada novamente, Pará de Minas contará com um volume expressivo de água, o que elimina a chance de um desabastecimento na cidade.

Mas enquanto isso o Município busca formas de não deixar faltar água aos paraminenses, já que alguns ribeirões chegaram a secar com a estiagem. O prefeito pede pelo consumo consciente no dia a dia:

Elias Diniz
eliasdtestvale2

O Portal GRNEWS entrou em contato com a Vale e a assessoria de comunicação da mineradora informou que a fase de testes continua. É um protocolo obrigatório antes de entregar oficialmente a obra ao Município. São feitos testes de pressão da água entre outras avaliações, onde os técnicos rodam toda a extensão da adutora, cerca de 47 quilômetros, e analisam criteriosamente para evitar imprevistos.

A entrega oficial ainda não foi agendada e a Vale e Águas de Pará de Minas trabalham juntas nestes testes com acompanhamento do Ministério Público de Minas Gerais.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!