Prefeito se posiciona sobre paralisação na Policlínica e enviará para a Câmara novo Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Vinte e dois médicos e dentistas que atuam na Policlínica Nossa Senhora da Piedade cruzaram os braços na manhã desta segunda-feira, 17 de junho. Eles reivindicam ajuste na carga horária de trabalho, melhores condições e o direito de se aposentaram pelo Instituto Paraprev. É que segundo os profissionais, eles seriam trocados por outros que fazem parte de uma outra instituição de saúde que prestariam o serviço, ao invés de serem contratados, como acontece hoje.

O Portal GRNEWS procurou o prefeito Elias Diniz (PSD) para se pronunciar sobre o assunto logo na manhã desta segunda-feira. Ele disse que ficou sabendo da manifestação minutos antes da entrevista.

Há cerca de dois meses, segundo o prefeito, analisa a solicitação dos profissionais. Ele garante que o que eles pedem está fora da legislação vigente, onde a carga horária deve ser comprovada através do ponto eletrônico, o que hoje não existe na Policlínica. O estudo agora é a possibilidade de colocar o horário de trabalho junto a uma meta a ser cumprida:


Elias Diniz
eliasdinizparalisacao1

Quanto ao salário, Elias Diniz explicou que alguns clínicos gerais ganham mais que os especialistas por causa do concurso público que eles participaram há alguns anos. Para mudar, seria necessária uma lei federal:

Elias Diniz
eliasdinizparalisacao2

Um projeto de lei com alteração do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos será enviado aos vereadores para votação em breve, afirma o prefeito:

Elias Diniz
eliasdinizparalisacao3

Segundo os profissionais, a paralisação das atividades é apenas nesta segunda-feira, 17 de junho. Se nada for definido pela Prefeitura eles poderão entrar em greve, mas não há nenhum planejamento inicial.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!