Eduardo Barbosa não acredita em aprovação da Reforma da Previdência e pode disputar vaga no Senado

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


As centrais sindicais mobilizaram trabalhadores na sexta-feira, 10 de novembro, para realizar paralisações e protestos contra o projeto do presidente da República, Michel Temer (PMDB-SP), da Reforma da Previdência Social. A adesão ao movimento foi menor que a esperada pelos organizadores em todo o Brasil.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A proposta está tramitando na Câmara dos Deputados e continua rendendo muitas discussões polêmicas. O governo federal quer alterar as regras para concessão de aposentadorias, pensões e outros benefícios.

O objetivo é criar uma idade mínima de 65 anos para o homem e 62 anos para a mulher. Só a partir desta idade que os trabalhadores regidos pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) terão direito a aposentadoria.

Outros itens deverão ser alterados e geram muita revolta em grande parte da sociedade brasileira. A lei não foi votada pelos deputados federais devido à crise política provocada pela onda de denúncias em Brasília.

Para o deputado federal Eduardo Barbosa (PSDB), a matéria deverá ser colocada em votação apenas se houve a perspectiva de aprovação. O parlamentar afirma que não existe um clima favorável para isso:

Eduardo Barbosa
reformaprevidenciaeduardo1

Ressalta que o ideal seria os candidatos a presidência da República em 2018 apresentarem as propostas para a Previdência Social. A partir destas informações os eleitores decidirão qual o melhor para o país:

Eduardo Barbosa
reformaprevidenciaeduardo2

A movimentação em torno das candidaturas no próximo ano já começou e o paraminense será candidato à reeleição como deputado federal. Entretanto, colocou seu nome à disposição do partido para disputar o cargo de senador:

Eduardo Barbosa
reformaprevidenciaeduardo3

Enquanto a reforma da Previdência não é definida, as novas regras da Reforma Trabalhista estão vigorando deste o último sábado (11). As mudanças são vistas com cautela pelos operadores do Direito.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!