Muro de arrimo na região central e ato de vandalismo no Cecília Meireles custarão R$ 667 mil ao município

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Na tarde do dia 27 de Dezembro de 2018 caiu um temporal causando alagamentos em várias regiões de Pará de Minas. De acordo com a prefeitura choveu 81 mm em menos de 40 minutos.

O prefeito Elias Diniz (PSD) disse que a cidade não está preparada para receber tanta água em tão pouco tempo. Após o escoamento da água pela rede pluvial, os danos ficaram visíveis nos bairros Prefeito Walter Martins Ferreira, Grão-Pará, Residencial Cecília Meireles, e na Rua Cardeal Hugolino no bairro São Francisco, que continua interditada.

Outro problema foi detectado na Rua Itapecerica, Vila Raquel, região central de Pará de Minas. Um muro de arrimo pode ceder colocando risco várias residências vizinhas.

Após receber o relatório da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC) sobre a situação de risco do muro, o prefeito Elias Diniz (PSD) autorizou abertura de licitação para contratar empresa para construir muro de arrimo, incluindo fornecimento de materiais.


A obra está estimada em R$ 67.944,82 e os envelopes serão abertos ás 14 horas do dia 28 de Janeiro. A empresa que apresentar menor preço será a vendedora. Elias Diniz afirma que a prioridade é executar essa obra o quanto antes, para evitar transtornos para os moradores daquela região:

Elias Diniz
eliasdinizmuro1

O prefeito também lamentou mais uma vez um ato de vandalismo que agravou um problema no Residencial Cecília Meireles. Havia uma cratera aberta em uma das ruas devido ao rompimento de uma rede construída com tubo PVC. Além dos danos causados pelo temporal, vândalos atearam fogo na rede e para fazer o reparo o município terá que desembolsar cerca de R$ 600 mil:


Elias Diniz
eliasdinizmuro2

O vereador e presidente da Comissão de Obras Públicas e Meio Ambiente da Câmara Municipal de Pará de Minas José Salvador Moreira também detectou problemas causados pelo mesmo temporal na Rua Dr. Celso Charuri, bairro Senador Valadares, no mesmo local onde esta gestão realizou uma obra no córrego Água Limpa. Mas até o momento, a prefeitura não se manifestou sobre a possibilidade de nova intervenção no local apontado pelo vereador.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!