Vereador sugere implantação gradativa do projeto Olho Vivo em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


A Associação Empresarial de Pará de Minas (ASCIPAM) liderou o projeto de instalação do monitoramento de todos os pontos estratégicos da cidade por meio do chamado sistema Olho Vivo.

A proposta contempla a colocação de câmeras em locais estratégicos visando identificar veículos e indivíduos suspeitos. O monitoramento é realizado pela Polícia Militar e ajuda no trabalho de repressão aos crimes.

Recentemente a prefeitura de Pará de Minas apresentou o projeto da Cidade Inteligente. A proposta previa o monitoramento envolvendo uma rede de fibra ótica, iluminação pública de LED, entre outros.

O valor a ser investido assustou o empresariado e os vereadores na Câmara Municipal: cerca de R$ 16 milhões. Um montante é multo elevado, se consideramos que o país atravessa grave crise econômica.

Foi anunciado que o município investiria R$ 890 mil e o governo federal liberaria R$ 700 mil. O presidente da Câmara Municipal, Marcus Vinícius Rios Faria (MDB), informou que devolveria R$ 800 mil para a prefeitura este ano.

Uma comitiva formada por vereadores visitou as cidades de Nova Serrana, Arcos e Moema para conhecer o Olho Vivo nesses três municípios. Todos gostaram muito do que presenciaram.

No último dia 2 de outubro foi realizada uma reunião na prefeitura com a presença da diretoria da ASCIPAM, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Polícia Militar. presidente da Câmara Municipal, Marcus Vinícius Rios Faria (MDB) e o prefeito Elias Diniz (PSD).

Na ocasião ficou definido que os poderes Executivo e Legislativo farão os devidos investimentos para que o Olho Vivo seja instalado em Pará de Minas a partir de janeiro de 2019.

Foi assinada uma carta-compromisso entre as partes envolvidas. A expectativa é de que o Olho Vivo saia do papel. Esta foi à cobrança do vereador Ênio Talma Ferreira de Rezende (PSDB) durante uso da tribuna livre do Legislativo.

Ele fez um requerimento solicitando a instalação do sistema de forma gradativa, proporcionando mais segurança durante as comemorações de Natal e Ano Novo, quando o comércio tem as vendas aquecidas:


Ênio Talma Ferreira de Rezende
projetoolhovivoeniotalma

A proposta está nas mãos do prefeito Elias Diniz e do presidente da Câmara Municipal, Marcus Vinícius Rios Faria. O Olho Vivo depende da atuação dos dois poderes para que o monitoramento comece a funcionar.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!