LIRAa: São José e região do São Pedro tem maior índice de infestação do Aedes aegypti em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Entre os dias 5 a 9 de agosto equipes do setor de Combate a Endemias da Vigilância Sanitária realizaram o Levantamento Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa). Cerca de 1.700 casas, empresas e lotes vagos foram vistoriados pelos agentes que fizeram amostragem de focos, ou seja, coletavam água de vários lugares e procuraram por focos do mosquito Aedes aegypti.

Após dois levantamentos seguidos com o resultado de 2,4% a expectativa era grande para reduzir os números, já que várias ações foram intensificadas para combater o mosquito transmissor da Dengue, Febre Chikungunya e Zika vírus.

Enfim, a regional de Saúde liberou o resultado que foi considerado satisfatório, já que o preconizado pelo Ministério da Saúde é de 1% e Pará de Minas está em baixo risco, com 0,5%.

Os bairros com maior índice são o São José e a região do São Pedro, que compreende o Distrito Industrial, Prolongamento e União.

Apesar da redução do índice de infestação, o secretário municipal de Saúde Paulo Duarte está preocupado pelo local onde os focos são encontrados:


Paulo Duarte
pauloduarteliraaagosto1

Paulo Duarte tem outra preocupação com o resultado. É que agora entramos em um período com chuvas pontuais e com o número abaixo do preconizado a população pode esquecer de recolher os materiais que acumulam água dos quintais ou não ficar de olho nos possíveis criadouros dentro de casa:

Paulo Duarte
pauloduarteliraaagosto2

Os mutirões de limpeza continuam sendo intensificados e em setembro serão voltados à região do bairro São Pedro. O próximo LIRAa acontece no mês de outubro.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!