Discriminação étnico-racial será discutida por alunos do Parlamento Jovem em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Criado há 15 anos pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) o Parlamento Jovem tem como objetivo a formação política dos estudantes do Ensino Médio que participam desse programa.

O Parlamento Jovem é desenvolvido em Pará de Minas desde o ano de 2016 através da Câmara Municipal, por meio da Escola do Legislativo Alfeu Silva Mendes, proporcionando a alunos de escolas estaduais projetos que envolvem política, ética e cidadania.


Durante os encontros eles participam de debates sobre atividades que despertam interesse nos jovens estudantes com muito estudo e pesquisa, pois a cada ano um tema diferente é abordado.

Com o tema Discriminação étnico-racial o programa quer em 2019 mostrar aos jovens que o preconceito não leva a nada e todos tem direitos iguais, como destaca o presidente da Mesa da Diretora da Câmara Municipal de Pará de Minas Dilhermando Rodrigues Filho (PSDB):


Dilhermando Rodrigues Filho
dileparlamentojovem

Na edição 2019 do Parlamento Jovem em Pará de Minas participam os estudantes das escolas estaduais Avany Villena Diniz, Nossa Senhora Auxiliadora e Manoel Batista.

Elisiana Aparecida da Silva e Isabela Aparecida dos Santos, tem 16 e 15 anos respectivamente. As jovens estudantes participam pela primeira vez do programa e estão ansiosas para começar a discutir projetos e debater com os outros alunos:

Elisiana Aparecida da Silva
elisianapj


Isabela Aparecida dos Santos
isabelapj


O organograma do Parlamento Jovem prevê que até o fim do mês de maio os estudantes participam dos debates e pesquisas. No dia 4 de junho será realizada a Plenária Municipal onde eles se colocam no lugar dos vereadores e votam os projetos. O mais votado será apresentado durante encontro estadual cuja data ainda não foi definida pela ALMG.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!