Cancelada contratação de empresa para analisar viabilidade de exploração de serviços funerários em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Os paraminenses terão que se contentar por mais um tempo com o único cemitério da cidade, o Santo Antônio, localizado no bairro Nossa Senhora de Fátima. Após estudos preliminares, ficou constatado que o local está superlotado e a expectativa é que já no próximo ano não possa ser realizado mais nenhum enterro.

Desde o início do ano o assunto se tornou polêmica na cidade e muita gente está preocupada com os rumos que a situação pode tomar. A administração do Velório Municipal e do Cemitério fez algumas mudanças retirando ruas e construindo túmulos, com o intuito de aumentar a capacidade.

O prefeito Elias Diniz (PSD) chegou a sugerir que os sepultamentos fossem realizados nos distritos e povoados, o que chocou especialmente os vereadores que garantiram que vão ficar de olhos nos próximos capítulos desta história.

No mês de julho o prefeito disse a reportagem do Portal GRNEWS que uma empresa seria contratada até setembro e ficaria responsável pela assessoria e consultoria para os serviços de exploração de serviço funerário urbano e rural, administração do cemitério já existente e construção de um novo, no modelo parque.

O edital foi publicado no dia 12 de agosto e a expectativa era que no dia 28, quando as propostas fossem analisadas, já teria a empresa vencedora que começaria os trabalhos em cinco dias.

Em quatro meses a consultoria apresentaria o relatório com todas as informações necessárias para enfim publicar o edital de contratação da empresa que administraria os serviços funerários da cidade. A Prefeitura pretendia investir até R$ 248.961,00 no estudo.

Mas conforme apurado pela reportagem do Portal GRNEWS na data estipulada para abertura dos envelopes das concorrentes, apenas uma empresa, a Planum Planejamento e Consultoria Urbana Ltda. participou. Ela ofereceu realizar o serviço pelo valor de R$ 220 mil.

Mas na quarta-feira, 4 de setembro,  o prefeito Elias Diniz publicou o Termo de Revogação do pregão número 063/2019, a pedido da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, sem dar muitos detalhes da motivação.

Procurado, o secretário da pasta Júlio César de Oliveira preferiu não gravar entrevista, mas confirmou à reportagem do Portal GRNEWS que outra licitação com novas especificações no edital será aberta em breve.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!