Criar Comitê de Monitoramento e Assessoramento da Política para a População de Rua, propõe UNASCO

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


A semana começou com discussões em torno de políticas públicas voltadas para o acolhimento e o apoio as pessoas em situação de rua. Infelizmente Pará de Minas convive com vários problemas envolvendo andarilhos.

A maioria abandonou a família por causa de algum trauma emocional e passou a viver nas ruas. Sem uma estrutura de vida e oportunidade, muitos se tornam alcoólatras e consequentemente ingressam no mundo das drogas.

O problema social provoca um efeito em cadeia. Para sustentar o vício alguns pedintes abordam as pessoas nas ruas em busca de dinheiro. Isso acontece, inclusive, dentro de estabelecimentos comerciais.

Os comerciantes ficam preocupados com a situação porque incomoda muito a freguesia. Em alguns pontos da cidade são várias abordagens feitas por diferentes moradores de rua que procuram meios de subsistência.

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social promove um trabalho importante através da equipe do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop).

Para os dependentes químicos a Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza o tratamento por meio do Centro de Atenção Psicossocial para Álcool e outras Drogas (CAPS AD). Problemas emocionais são atendidos no Centro de Referência em Saúde Mental (CERSAM).

Segundo Márcia Melo, presidente em exercício da UNASCO, essas pessoas correm riscos e precisam de ajuda. Por isso foi apresentada a proposta a criação do Comitê de Monitoramento e Assessoramento da Política Municipal para a População de Rua:


Márcia Melo
moradoresderuamarciamelo

Vilson Antônio dos Santos, secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, explica que os moradores em situação de rua já recebem apoio com vários serviços disponibilizados:


Vilson Antônio dos Santos
moradoresderuavilsonsantos

Todas as questões envolvendo os moradores de rua também serão discutidos na audiência pública que será realizada no plenário da Câmara Municipal, nesta quinta-feira, 9 de agosto, a partir das 19h.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
error: Conteúdo Protegido!