Custo alto inviabiliza testagem em massa dos paraminense para Covid-19; testes podem mostrar realidade da pandemia

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Desde a realização de exames no Presídio de Pitangui, onde 66 detentos e quatro servidores públicos estaduais testaram positivo para o novo coronavírus, o tema se tornou o principal assunto. Como está a situação dos presídios e penitenciárias da região?

Em Pará de Minas, conforme apurado pelo Portal GRNEWS, um detento ficou em isolamento no Complexo Penitenciário Dr. Pio Canedo, mas exames comprovaram não se tratar do novo coronavírus.

Muitos se perguntam a respeito dos testes, se há possibilidade de fazer uma testagem em massa da população. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda testar toda pessoa com suspeitas da doença, mas mesmo neste cenário, ainda faltam materiais e a demanda supera a capacidade dos laboratórios.

Alguns acreditam que aumentando a testagem, é possível saber o tamanho real da pandemia e a partir disso elaborar estratégias de combate ao vírus.

Atualmente há dois tipos de testes. O RT-PCR e o rápido. No primeiro caso amostras de secreções são coletadas do nariz ou da garganta e são colocadas em máquinas que identificam a presença do código genético do novo coronavírus.

Já o rápido detecta anticorpos e deve ser feito no sétimo dia após o início dos sintomas, o que inviabiliza na maioria dos casos.

Ao Portal GRNEWS, o secretário Municipal de Saúde Wagner Magesty explicou o motivo de não testar a população em geral, mesmo que assintomática. Um dos empecilhos é o valor a ser pago pelos exames. Além disso o resultado pode dar um falso negativo caso o vírus ainda não estiver no período incubatório:


Wagner Magesty
wagntest1

O Portal GRNEWS fez uma pesquisa junto aos laboratórios particulares de Pará de Minas que realizam os exames. O de sorologia, que é o teste rápido, custa em média R$ 260,00 e é feito a partir de 15 dias de sintomas. O RT-PCR custa R$ 275,00 e é feito entre três e 10 dias de sintomas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!