População descarta muito lixo nas ruas do Senador Valadares e dá trabalho para equipe de combate a Dengue

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O município de Pará de Minas já enfrentou duas epidemias de Dengue com centenas de pessoas contaminadas pelo mosquito Aedes aegypti lotando as unidades de saúde. Outras tiveram menos sorte e morreram em decorrência da doença.

Ao longo dos anos a equipe de combate ao mosquito transmissor da Dengue, Zika Vírus e Febre Chinkungunya vem alertando que somente o poder público não consegue vencer essa guerra. É preciso que a população paraminense faça sua parte e contribua eliminando materiais que possam acumular água parada, propícios para a proliferação do mosquito.

Mas ao que parece a população ainda não entendeu a gravidade da situação. Além de entupir os quintais de entulho, muitos descartam lixo nas ruas, lotes vagos e para piorar agora estão armazenando água sem necessidade, o que pode aumentar casos de Dengue em Pará de Minas. Esse armazenamento se água se deve a suspensão da captação no Rio Paraopeba que abastecia a cidade e foi contaminado pelos rejeitos da barragem resultantes da tragédia da Vale em Brumadinho.

O município precisa evitar uma terceira epidemia da doença que poderia ter consequências muito sérias para todos. O Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) realizado em janeiro de 2019 apontou piora no índice que subiu de 2% para 2,4%.

Considerando que o Ministério da Saúde preconiza que o índice fique abaixo de 1% para evitar o risco de epidemia de Dengue, o município está em estado de alerta geral.

Na tentativa de reduzir este índice a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde e Gerência de Combate a Endemias, está realizando mutirões de limpeza semanais nos bairros da cidade.

Neste mês de fevereiro as equipes já passaram pelos bairros São Pedro, Santa Isabel e Ipê. Nesta quinta (7) e sexta-feira, 8 de fevereiro, o trabalho está sendo feito no bairro Senador Valadares, onde a população descartou muito lixo nas ruas como explica o gerente de Combate a Endemias Adailton Antônio Moreira:


Adailton Antônio Moreira
adailtonsenador1

Quem tiver material em casa que possa acumular água, deve fazer contato com a equipe para agendar um horário para que seja recolhido e descartado da maneira correta:

Adailton Antônio Moreira
adailtonsenador2

Ele alerta que esse trabalho visa diminuir o índice de infestação do mosquito transmissor da Dengue em Pará de Minas, para que não ocorra como em outros municípios vizinhos que apresentam índice elevado de focos:

Adailton Antônio Moreira
adailtonsenador3

O próximo mutirão de limpeza será realizado nos dias 14 e 15 de fevereiro, nos bairros Jardim América, Redentor, São Cristóvão e Várzea

Posteriormente a equipe fará o mesmo trabalho nos dias 21 e 22, nos bairros Recanto da Lagoa e Santa Edwiges.

A população pode ajudar reservando alguns minutos por semana para verificar vasos de plantas, ralinhos, calhas de telhados e outros locais e objetos que podem acumular água parada.

Denúncia sobre focos de Dengue ou solicitação de retirada de material que possa acumular água parada pode ser feita pelo telefone: (37) 3231-7755.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!