Vacinação contra aftosa vai até 15 de junho e mais de 90 mil animais foram imunizadas na região de Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) autorizou a prorrogação e os bovinos e bubalinos poderão receber a dose contra a febre aftosa até a terça-feira, 15 de junho.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A campanha terminaria em 31 de maio. A mudança foi adotada para que os resultados da imunização dos rebanhos não sejam comprometidos nesta 1ª etapa.

A paralisação geral dos caminhoneiros afetou a distribuição das vacinas. O trabalho é acompanhado de perto pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), órgão ligado ao governo do Estado de Minas Gerais.

A vacinação é obrigatória e também a única forma de prevenir a doença. O produtor de gado tem até 10 dias após o encerramento da campanha para fazer a declaração da vacinação.

Quem descumprir o prazo será penalizado com multa de R$ 16,26 por animal. Aqueles com plantel de até 150 cabeças devem preencher a declaração da vacinação e entregá-la no escritório do IMA junto com a nota fiscal das vacinas.

Já o pecuarista com rebanho superior a 150 animais só declaram pelo site do órgão sanitário. De acordo com Lucas Silva Jardim, chefe do escritório do IMA em Pará de Minas, o estoque de vacinas nos estabelecimento ficou reduzido por causa da paralisação.

Os produtores de gado também estavam com dificuldades para ir até o escritório para fazer a declaração por falta de gasolina. A medida tomada pelo governo foi acertada em virtude destes transtornos:


Lucas Silva Jardim
vacinaaftosalucasjardim1

O IMA publicou um memorando interno para todos os fiscais proibindo as notificações por falta de vacinação até que a campanha seja encerrada. Atualmente já foram imunizados mais de 80% dos animais da região:

Lucas Silva Jardim
vacinaaftosalucasjardim2

Os proprietários dos animais que não comprarem a vacina durante a campanha terão que pagar uma multa de R$ 81,29. A compra deverá ser feita somente em lojas devidamente registradas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE