Chiquinho do Gás está sendo velado na Câmara Municipal de Pará de Minas. Decretado luto oficial de três dias

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Nos últimos dias Francisco Júnior, conhecido popularmente, como Chiquinho do Gás, vinha lutando pela vida na Santa Casa de Misericórdia, em Belo Horizonte.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Ele descobriu recentemente um tumor no intestino e a cirurgia foi realizada rapidamente para retirá-lo. O processo cirúrgico correu bem, de acordo com a equipe médica. Com apoio da família e amigos, Chiquinho do Gás vinha tentando se recuperar. Ele chegou a andar pelo quarto do hospital depois da cirurgia.

Porém, na noite de sábado para domingo, 4 de março, ele teve uma recaída séria e foi transferido para o Centro de Terapia Intensiva (CTI) da Santa Casa de Misericórdia. Os médicos tentaram de todas as formas reverter o quadro clínico grave, mas não conseguiram. Na noite de domingo (4), veio a confirmação da morte de Chiquinho do Gás.


A notícia abalou os amigos e a população de Pará de Minas. O ex-vereador tinha uma bela história como vereador, tendo sido presidente da Câmara Municipal por três mandatos.

Ele lutou muito para trazer benefícios para o município, como o Corpo de Bombeiros, que teve ação direta dele. Chiquinho do Gás também lutou muito para construir o novo prédio do Legislativo, juntamente com o também ex-vereador Francisco de Assis Viana, o Pelota, que ironicamente, também morreu em um hospital de Belo Horizonte em decorrência de agravamento de quadro pós-cirúrgico.

O velório de Chiquinho do Gás teve início pouco depois das 8 horas dessa segunda-feira (5), no saguão do prédio da Câmara Municipal de Pará de Minas que leva o seu nome.

Thiago Amaral Andrade, filho de Chiquinho do Gás, acompanhou o pai durante todo esse processo difícil para a família. Emocionado, ele falou à reportagem do Portal GRNEWS, sobre a importância de seu pai para os familiares e também para o município de Pará de Minas:


Thiago Amaral Andrade
thiago_amaral_velorio_chiquinho

O vereador Marcílio Magela de Souza foi companheiro de Câmara Municipal de Chiquinho do Gás durante dois mandatos, também eram muito amigos na vida particular. Ele falou da dor da perda de um guerreiro que sempre lutou em favor de Pará de Minas:


Marcílio Magela de Souza
marcilio_magela_velorio_chiquinho1

Antes de se afastar para o tratamento de saúde, o ex-vereador ocupava o cargo de Diretor de Obas e Meio Ambiente da Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura. Seu trabalho era bastante elogiado pelos companheiros de trabalho e também por vereadores da situação e da oposição devido ao seu empenho para atender a todos e resolver problemas em benefício da população paraminense.

Marcílio Magela de Souza destaca as realizações do político, como a luta para implantar o Corpo de Bombeiros em Pará de Minas, salientando que o amigo era muito dedicado ao que fazia e viveu boas fases em sua vida:

Marcílio Magela de Souza
marcilio_magela_velorio_chiquinho2


Chiquinho do Gás, deixa a esposa e dois filhos. Seu corpo será velado até 17 horas, no saguão da Câmara Municipal de Pará de Minas. Depois ele sairá em cortejo no caminhão do Corpo de Bombeiros e será sepultado no Cemitério Municipal Santo Antônio em Pará de Minas.

A Prefeitura de Pará de Minas informa que em virtude do falecimento do ex-vereador e servidor público municipal será decretado luto oficial por três dias no município.

A Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Pará de Minas também informou a reportagem do Portal GRNEWS que a reunião Ordinária não será realizada nesta segunda-feira (5), em respeito ao falecimento ao ex-presidente do Legislativo paraminense. O encontro semanal dos vereadores está marcado para esta terça-feira, 6 de março, a partir das 18 horas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!