Estradas rurais estão precárias em muitas regiões como a de Paivas; secretário diz que trabalho feito lá foi paliativo

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

As estradas rurais estão sempre entre as principais reclamações. Responsáveis pelo escoamento da produção rural, chegada de insumos até as propriedades e o deslocamento dos moradores de comunidades rurais e distritos, elas precisam sempre passar por manutenção.

Em alguns locais, dizem os moradores, nem adianta apenas uma manutenção simples. Seria necessária uma intervenção geral, fazendo uma estrada nova, pois somente paliativos não resolvem mais nada.

Exemplo disso é a estrada de Paivas. Em um trecho da via, água de uma nascente empossa nas margens e como não há nenhuma canalização, os condutores, especialmente motociclistas, se arriscam passando na enorme cratera aberta em toda a extensão de largura da pista, perto da propriedade conhecida como Caçulinha.


O Portal GRNEWS ouviu o secretário Municipal de Obras e Infraestrutura José Cornélio de Oliveira que explicou que a manutenção das estradas rurais continuou mesmo no período chuvoso. A estrada que liga Pará de Minas às Chácaras Barro Preto também passou por manutenção:


José Cornélio de Oliveira

josecornolivestrurais1

Estradas de outras comunidades rurais também passarão por manutenção nos próximos dias. Com o fim do período chuvoso, os trabalhadores darão atenção a todas elas em um cronograma já montado pela Secretaria:

José Cornélio de Oliveira
josecornolivestrurais2

Atualmente o trabalho está focado na estrada de Guardas. Além da pista, mata-burros também serão consertados. Outra frente de trabalho é em Palmital. Também há trabalhadores em Carioca, Córrego do Barro e Caetano Preto.

Quanto à estrada de Paivas, citada pelo Portal GRNEWS no início da reportagem, José Cornélio de Oliveira explicou que os trabalhadores fizeram um paliativo na via, tirando os buracos principais. Em breve uma nova frente de trabalho deve iniciar as obras na estrada, dando mais condições a quem trafega pelo local.

No caso dessa estrada de acesso as comunidades de Paivas, Sobrado e Bom Sucesso, o trabalho caracterizado pelo secretário como “paliativo” foi realizado ao longo de todo o mês de dezembro de 2020 pela empresa contratada pela prefeitura de Pará de Minas por R$ 4,5 milhões ao ano.


Para muitos, fui muito tempo para ser apenas um “paliativo” e o serviço precisa ser melhor fiscalizado para melhorar a qualidade. Exemplo é a estrada de Paivas onde gastaram muitos dias em sua manutenção em dezembro para três meses depois ela estar esburacada e com quase um “córrego” cortando a pista. Ainda assim, caracterizar o serviço como paliativo, ou em outras palavras, retrabalho.


A população também pode sugerir melhorias. Basta ligar na Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura no telefone (37) 3231-7766.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!