Como evitar golpes aplicados por estelionatários e se livrar de prejuízos? Polícia Militar orienta

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Os golpes aplicados por estelionatários aumentaram consideravelmente por meio dos aparelhos celulares. Tem o golpe do falso sequestro, golpe do defeito mecânico, golpe do telefone premiado e tantas outras modalidades criminosas.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O curioso é que a imprensa divulga esses golpes aplicados por estelionatários com bastante frequência, mas muitas pessoas desatentas ainda caem na lábia dos golpistas e amargam prejuízos.

Recentemente, uma equipe da Polícia Militar registrou na Praça Melo Viana, Centro, em Pará de Minas, a denúncia de um homem de 49 anos que caiu no golpe do defeito mecânico, muito praticado na região.

Ele disse aos policiais que recebeu a ligação de um indivíduo de outro estado e durante a conversa o golpista se passou por parente dele. O desconhecido contou que estava a caminho de Pará de Minas e seu veículo apresentou um defeito mecânico na estrada.

O golpista pediu a vítima de 49 anos para fazer um depósito para ajudar no conserto. Em seguida outro criminoso ligou se apresentando como mecânico e repassou o número de uma conta bancária.

Não percebendo que estava caindo em um golpe, à vítima foi até uma agência e depositou a quantia de R$ 1.490,00 na conta indicada pelos golpistas. Só depois foi percebido o prejuízo provocado por estelionatários.

O sargento Paulo Roberto Giardullo Pinto, da assessoria de comunicação organizacional da 19ª Companhia da Polícia Militar de Pará de Minas, orienta que ao atender ligações suspeitas a pessoa nunca deve passar dados pessoais que podem ser utilizados pelos criminosos.

Também deve pedir um tempo e checar as informações com familiares para ver a veracidade dos fatos. Em hipótese alguma devem ser feitos depósitos em contas bancárias de pessoas desconhecidas:


Paulo Roberto Giardullo Pinto
golpessargentopaulo1

Caso fique constatado o golpe, a vítima deve colher o máximo de informações possíveis e desligar o telefone. Em seguida a Polícia Militar deve ser acionada para que as devidas providências sejam tomadas:

Paulo Roberto Giardullo Pinto
golpessargentopaulo2

Outro golpe por telefone que é muito comum é o do falso sequestro. Bandidos ligam de dentro de presídios e simulam que estão com amigos ou parentes da vítima em um cativeiro e exigem o depósito em dinheiro para libertá-los.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!