Cuidado. Dengue matou 14 pessoas em municípios da região Centro-Oeste de MG em 2015

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

mosquito_dengue
O poder público continua a incansável luta contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Febre Chikungunya e do Zika Vírus. O trabalho de combate aos focos do inseto vem sendo intensificado nos últimos meses.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Esta época do ano é propícia para a reprodução devido aos períodos de chuva com intervalos de sol forte. Com isso surgem os reservatórios de água parada onde as fêmeas depositam dezenas de ovos.

Em Pará de Minas, por exemplo, diversas ações para combater o mosquito estão sendo executadas, uma vez que o último Levantamento do Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) registrou o índice preocupante de 6,9%. O ideal preconizado pelo Ministério da Saúde é inferior e 1%.

O maior agravante para um índice tão alto de infestação se deveu às caixas d’água utilizadas como reservatórios durante o período do racionamento. Sem o devido cuidado por parte da população o mosquito aproveitou para proliferar a Dengue.

De acordo com Magno Luiz dos Santos, referência técnica da Gerência Regional de Saúde de Divinópolis, durante o ano de 2015 foram registradas quatorze mortes por causa da doença em cidades do Centro-Oeste mineiro:

Magno Luiz dos Santos
magnlz_dng1

magnlz_dng
O profissional ressalta que a proposta atual envolve o chamado controle integrado, envolvendo os órgãos de saúde, da educação, entre outros. Magno Luiz dos Santos explica que a população tem um papel fundamental de cuidar dos imóveis e não permitir água parada:

Magno Luiz dos Santos
magnlz_dng2

Sobre a infestação do Aedes aegypti em Pará de Minas, o representante da Superintendência Regional de Saúde disse que os números foram os maiores do estado e será preciso muito trabalho para conter o vetor:

Magno Luiz dos Santos
magnlz_dng3

Nunca é demais lembrar que uma simples tampa de garrafa pode acumular água parada e se tornar um criadouro do mosquito da dengue. Devem ser observados todos os recipientes dentro das residências e eliminar a água parada.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!