Falta de dinheiro paralisa realização das cirurgias de catarata em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Os mineiros que precisam passar por alguma cirurgia eletiva terão que esperar por mais algum tempo. A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES) divulgou uma nota sobre a paralisação das cirurgias no estado. Segundo informações será necessário novo estudo, pois os valores liberados já foram gastos pelos municípios. Minas inclusive ultrapassou a quantidade determinada.

As cirurgias voltarão a ser realizadas após a publicação de uma nova portaria do Ministério da Saúde que informará os valores a serem investidos em cada estado.

Em Pará de Minas, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, havia 250 cirurgias agendadas para os próximos dias e isso acabaria com a fila de catarata. Destas, 70 foram concluídas com sucesso e o restante terá que ser remarcado.

O secretário municipal de Saúde Paulo Duarte continua aguardando uma posição do Governo de Minas:


Paulo Duarte
pauloduartecircatarata1

Com a paralisação nas cirurgias, a Secretaria pretende elaborar novo planejamento para dar sequência às intervenções e enfim acabar com a fila de catarata no município. O secretário lembra que a fila de consultas foi zerada com mais de cinco mil pacientes atendidos:

Paulo Duarte
pauloduartecircatarata2

Os municípios realizam os atendimentos através do Sistema Único de Saúde (SUS) e com isso podem utilizar recursos da Saúde em outros setores, já que para cirurgias eletivas o dinheiro estaria garantido.

Para Paulo Duarte caso o município tenha que assumir as intervenções o custo gira em torno de R$ 300 mil:

Paulo Duarte
pauloduartecircatarata3

Segundo a SES a portaria do Ministério da Saúde deve ser publicada nos próximos dias e resta aos municípios aguardar pelo posicionamento para dar sequência aos atendimentos.

Veja a íntegra a nota da Secretaria de Estado de Saúde sobre a paralisação das cirurgias eletivas:

“A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informa que foi interrompida a liberação de novas autorizações, com o objetivo de realizar um balanço financeiro dos procedimentos até agora realizados, enquanto aguarda-se uma nova publicação do Ministério da Saúde, que tratará sobre o tema. Há expectativa de que o órgão federal deva publicar o documento nos próximos dias. Após a análise dessa nova portaria, será implementado, no que couber, uma nova programação dos recursos financeiros. 

A interrupção de novas autorizações não impede a execução do já estava em curso, nos termos do que foi pactuado junto aos Secretários Municipais, por meio de colegiados como o COSEMS/MG e na Comissão Intergestores Bipartite (CIB), composta por representantes da SES e dos municípios. A interrupção diz respeito às cirurgias eletivas na estratégia, no âmbito do Estado. Isso ocorre porque o recurso federal repassado já foi executado pelos municípios, sendo necessária nova publicação por parte do Ministério para custeio do programa, tendo em vista que foram realizados procedimentos além do que estava previamente programado. Reitera-se que os procedimentos já agendados não serão cancelados, respeitados os critérios pactuados.”

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!