CER da Apae desenvolve trabalhos de reabilitação visual e oferece próteses oculares a pacientes da região

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Abril Marrom! Esta foi à cor escolhida para o mês que alerta sobre a cegueira. O marrom é por ser a cor da íris da maioria dos brasileiros e é ela a responsável por controlar a quantidade de luz que entra em nossos olhos.

Com o objetivo de conscientizar a população para cuidados básicos, porém importantes, várias campanhas são realizadas em prol da manutenção da saúde ocular.

Em Pará de Minas são inúmeros os oftalmologistas para que a população possa se consultar e cuidar dos olhos.Mas é no Centro Especializado em Reabilitação Física, Intelectual e Autismo (CER-III) da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) que os pacientes podem ser atendidos gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) com tratamentos específicos.


É que em setembro de 2018 o CER foi habilitado na modalidade Reabilitação Visual e por isso agora possui o nível três, tratando também das pessoas com baixa visão ou cegas.

São atendidos em média 50 pacientes mensalmente, além dos cerca de 30 que passam pela reabilitação. Ainda no início, os sonhos são grandes. A expectativa é que ainda neste semestre, 150 pessoas sejam atendidas todo mês.

Segundo a coordenadora da reabilitação física e visual do CER-III, Thaís Cristina Noronha, quanto mais cedo o diagnóstico, mais rápido a pessoa consegue ter independência e autonomia:


Thaís Cristina Noronha
thaisabrilmarrom1

Quanto aos adultos, o trabalho é na verdade de prevenção. Diabéticos por exemplo tendem a ter problemas visuais por causa da doença. Thaís Cristina Noronha destaca que o CER também ajuda estas pessoas:

Thaís Cristina Noronha
thaisabrilmarrom2

A reabilitação realizada no CER-II não é apenas a de dar mais autonomia aos pacientes, como ensinar técnicas para andar nas ruas e ter mais independência nas tarefas diárias em casa.

O trabalho é realizado também com próteses, doando através do SUS o equipamento que ajuda não só na melhora da estética, como também na aceitação pessoal e social. Além disso, são fornecidas bengalas e outros equipamentos que ajudam no dia a dia:

Thaís Cristina Noronha
thaisabrilmarrom3

No CER-III de Pará de Minas a pedagoga Fernanda Faria Gomes é a responsável por trabalhar a reabilitação visual com os pacientes em idade escolar.

Ela conta que as escolas e salas de aulas também passam por alterações para se adaptar a estes alunos com algum tipo de deficiência visual:


Fernanda Faria Gomes
fernandaabrilmarrom1

Com a população adulta, a especialista afirma que o trabalho é feito com técnicas de adaptação:

Fernanda Faria Gomes
fernandaabrilmarrom2

Fernanda Faria Gomes explica que em alguns casos é necessário um acompanhamento psicológico, porque muitos não aceitam a deficiência:

Fernanda Faria Gomes
fernandaabrilmarrom3

Quem quiser conhecer o trabalho realizado ou necessitar dos serviços ofertados no CER-III da Apae pode se dirigir à Rua Ubirajara Campos de Almeida, 729, bairro São Luiz. O telefone de contato é o (37) 3231-5414.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!