Celebrações serão retomadas nas igrejas das comunidades pertencentes às paróquias de Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A suspensão das celebrações nas igrejas católicas e de outras denominações religiosas foi mais um reflexo da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). No primeiro momento, logo no início do isolamento social, todas as atividades foram suspensas e os templos fechados. Posteriormente foi editado um decreto pelo governo federal autorizando a reabertura, mas representantes da Igreja Católicas e da comunidade evangélicos preferiram não reabrir para evitar a propagação da doença.

Nas igrejas de Pará de Minas a situação começou a mudar com a publicação do decreto municipal 11.045 de 11 de junho de 2020 que flexibilizou o funcionamento de alguns setores. O documento também autorizou a retomada de missas e cultos nos templos religiosos da cidade.

O decreto estabelece que a igreja deve ter ocupação de no máximo 40% de sua capacidade total, além da obrigatoriedade do uso de máscaras e higienização das mãos com álcool em gel.

Na Igreja Católica cada paróquia recebeu autonomia para decidir sobre as celebrações seguindo as normas do Município. Com o anúncio muitos correram para as igrejas em busca de senhas para as celebrações e não conseguiram, pois a quantidade de fiéis foi limitada.

Outro fator é que neste período muitas pessoas estão participando seguidamente das celebrações e reclamam que outros fieis não estão comparecendo. Mas se esquecem que as senhas seguidas que eles pegam, tira a oportunidade de outro que gostaria de participar das missas.

E nesse caso não dá para dizer que estão errados. Até porque os preceitos da Igreja Católica consta que é preciso participar das missas todos os domingos. Porém, os próprios padres salientam que isso continua válido, mas com aplicação a risca em tempos considerados normais, o que não e caso do que estamos vivendo agora. Por isso, também defendem que ocorra a alternância nas participações das missas, como um ato de solidariedade para que outros também possam frequentar as celebrações. Por exemplo, a pessoa que participou da missa este fim de semana, no próximo que ela acompanhe de casa as transmissões pelas redes sociais de suas paróquias para que outros participem presencialmente.

Em Pará de Minas as celebrações recomeçaram no final do mês de junho, mas somente na igreja Matriz de cada paróquia. As capelas e igrejas das comunidades pertencentes a elas permaneceram sem as celebrações das missas.

A novidade é que também nestas comunidades as missas serão retomadas. A informação foi confirmada pelo padre Charley Marcelino Silva, que participou ao vivo do programa Papo com Geraldo Rodrigues – PGR – apresentado de segunda a sexta-feira, das 13 as 15 horas, pelo Portal GRNEWS, no canal do Youtube grnewsnoticias (Assista AQUI). Durante o programa todos podem participar com mensagens através do canal no Youtube ou pelo WhatsApp (37) 99915-0644.

Padre Charley que é administrador da Paróquia Nossa Senhora da Piedade, disse que a decisão retomar as celebrações nas comunidades foi tomada durante reunião dos padres que compõem a Forania de Nossa Senhora da Piedade, com participação do bispo da Diocese de Divinópolis dom José Carlos de Souza Campos. Alerta que todos os protocolos sanitários deverão ser seguidos nas comunidades:


Charley Marcelino Silva
padrecharleycomunidades1

Ainda não há uma data determinada para a retomada das missas nessas comunidades, mas está certo que será na segunda quinzena de setembro. Até o pároco terá prazo para acertar com os conselhos locais para que sejam cumpridas todas as normas de saúde e distanciamento, além de definir como será a distribuição das senhas para as missas. Padre Charley salienta que a participação das comunidades será imprescindível para que estas celebrações ocorram:

Charley Marcelino Silva
padrecharleycomunidades2

Padre Charley também avisa que mudou o sistema de distribuição de senhas para as celebrações de missas no Santuário de Nossa Senhora da Piedade:

Charley Marcelino Silva
padrecharleycomunidades3

Questionado por qual motivo a distribuição das senhas para missas no Santuário de Nossa Senhora da Piedade, padre Charley respondeu que é para dar oportunidade para os trabalhadores possam se dirigir até o Santuário após o expediente, na terça-feira, 1º de setembro.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!