Exposição em Pará de Minas reúne criadores do jumento Pêga de todo o Brasil

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Parque de Exposições Francisco Olivé Diniz sedia nesta semana a 34ª Exposição Nacional do Jumento Pêga. Dezenas de criadores trouxeram para a cidade seus melhores exemplares da raça, que é genuinamente brasileira.


O Pêga surgiu por volta de 1.800 do cruzamento de asininos egípcios, italianos e sicilianos, pois estas suportavam as condições climáticas do sul de Minas Gerais. O primeiro reprodutor da raça foi de um vigário de Mariana, padre Manoel Torquato, considerado um dos maiores incentivadores na criação destes animais.


Com o tempo Minas Gerais manteve a tradição e continua sendo o maior criador do jumento Pêga no Brasil. Uma das principais diferenças entre a raça e o jumento nordestino é a estatura. O Pêga é mais alto e a pelagem pode ser vista em três cores. Além disso as orelhas são bem empinadas.

Em Pará de Minas são esperados centenas de animais vindos de várias partes do país. A exposição acontece até o sábado 29 de junho.


A exposição, além de apresentar os melhores exemplares e reunir os apaixonados pelo mundo agropecuário, é uma forma de não deixar a raça ser esquecida, como conta a criadora Adriana Coelho Araújo. Ela é de São Paulo e possui uma fazenda em Araxá:


Adriane Coelho Araújo
adrianecoelhoexpopega1

Um dos juízes da exposição é André Luiz Ferreira Silva que destaca as qualidades da pelagem de uma das raças mais importantes do país:


André Luiz Ferreira Silva
andreluizexpopega1

André Luiz ressalta também o nível dos animais que estão em Pará de Minas. São exemplares diferentes, considerados padrão da raça:

André Luiz Ferreira Silva
andreluizexpopega2


Um dos destaques desta exposição é a categoria progênie. É avaliada a capacidade do pai ou mãe transmitirem as características raciais para os filhos. Ou seja, os pais não precisam vir mas podem sair campeões. Tudo depende da qualidade da genética:

André Luiz Ferreira Silva
andreluizexpopega3


Os portões do Parque de Exposições Francisco Olivé Diniz estão abertos durante todo o dia até sábado, 29 de junho, quando acontece à final.

Nesta quarta-feira, 26, tem julgamento dos asininos pelagem padrão. Na quinta, 27 de junho, acontece a seletiva da 3ª Copa Pêga Nacional de Marcha de Muares.


No dia 28, tem julgamento dos grandes campeonatos asininos e a partir das 19 horas acontece o 18º Leilão dos associados da Associação Brasileira dos Criadores de Jumento Pêga (ABCJPêga).

No sábado a competição vai avaliar a morfologia dos muares. Tem ainda provas sociais de muares e a final da Copa de Marcha.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!