Quedas de árvores são inevitáveis e equipe de monitoramento precisa ser ampliada, diz presidente do Codema

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

temporal_chuva_arvore111116b
As chuvas que continuam caindo em toda a região sudeste do Brasil estão reabastecendo os reservatórios de água que nos últimos anos sofreram com o longo período de estiagem. A situação estava ficando cada vez mais grave.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O volume de chuvas deste mês de novembro é considerável e os mananciais estão conseguindo se recuperar. Além disso, as chamadas áreas de recargas ajudam no reabastecimento dos lençóis freáticos.

Contudo, é preciso que as águas continuem se precipitando lentamente para que os rios, ribeirões e lagoas possam continuar mantendo o abastecimento de todos os municípios. Além disso, o recurso hídrico melhora o clima e ajuda na recuperação da vegetação.

Porém, algumas chuvas com ventos fortes têm provocado transtornos na zona urbana. Um dos problemas é a queda de árvores em cima de veículos, casas e sobre a rede de energia elétrica, como ocorreu recentemente em Pará de Minas.

A questão do monitoramento da arborização urbana demanda muita mão de obra. Atualmente Pará de Minas conta com uma equipe pequena e que faz o que pode, como informa José Hermano de Oliveira Franco, presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento do Meio Ambiente (Codema):

José Hermano de Oliveira Franco
josherm_qdvr1

josherm_corr
O ambientalista ressalta que a queda sempre acontece e precisa ser administrada. Não existem equipamentos que fazem o diagnóstico perfeito da situação das árvores e é preciso um serviço de vigilância constante:

José Hermano de Oliveira Franco
josherm_qdvr2

Sobre as vinte barraginhas construídas na região de Pará de Minas, ele informa que essas lagoas estão auxiliando muito as propriedades rurais. A escassez de água enfrentada conscientizou o homem do campo:

José Hermano de Oliveira Franco
josherm_qdvr3

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) também conta com um programa de monitoramento das árvores na zona urbana com a rede de energia elétrica. Qualquer dúvida sobre o plantio correto em calçadas pode ser sanada pela estatal.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!