Realização de cirurgias eletivas no HNSC para atender paraminenses depende de custos e acordo

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


O secretário municipal de Saúde, Paulo Duarte, falou recentemente sobre as medidas que estão sendo tomadas em relação a fila de paraminenses a espera das cirurgias eletivas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Explicou que o Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC) havia assumido uma cota de 20 procedimentos cirúrgicos de Catarata e não tinha se habilitado junto ao Ministério da Saúde para cuidar dos pacientes de oftalmologia.

Por isso o município decidiu realizar cirurgias de catarata no hospital de Mateus Leme. Os pacientes foram levados pelo ônibus da prefeitura e receberam a assistência necessária para o devido tratamento.

Na quarta-feira, 13 de setembro, foi realizada uma reunião entre o secretário e os diretores do HNSC para acertar a realização de outras cirurgias eletivas com recursos do município e do Pró-Hosp.

De acordo com o prefeito Elias Diniz (PSD) estão sendo feitos todos os levantamentos dos custos envolvidos nos procedimentos cirúrgicos. Isso porque é preciso analisar os recursos disponíveis para investir:

Elias Diniz
eliasdiniz_cirugiaseletivas1

Reiterou que parte do número de cirurgias de catarata foi realizada em Mateus Leme, mas a meta é que tudo seja realizado em Pará de Minas. Em breve serão divulgados os detalhes do que está sendo acordado:

Elias Diniz
eliasdiniz_cirugiaseletivas2

A Secretaria Municipal de Saúde já informou que a fila de espera por cirurgias eletivas pelo SUS chega a mais de 1500 pessoas. A expectativa é que essa demanda reprimida seja atendida em curto espaço de tempo.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!