Vereadores ainda não concluíram relatório final sobre denúncias feitas por Timbé

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


A reunião Ordinária da Câmara Municipal de Pará de Minas foi realizada na noite desta segunda-feira, 13 de novembro. Logo início, as Comissões Permanentes apresentaram pareceres das denúncias apresentadas pelo ex-secretário municipal de Gestão Pública, Fernando Antônio do Amaral, o Timbé.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

As análises feitas pelos vereadores e as conclusões em torno das questões levantadas foram lidas da Tribuna Livre. A maioria dos pareceres foi mostrada para o público presente, mas ainda serão demonstradas outras informações.

Foram votados e aprovados 32 requerimentos e uma moção de aplausos. Também foram discutidos novamente os problemas relacionados à dívida do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC) e a intervenção da prefeitura.

O Projeto de Lei 176/17, de autoria do vereador Rodrigo Alves Meneses (PMDB) entrou em pauta. Porém, a matéria teve o pedido de vistas do vereador Márcio Eustáquio Rodrigues (PTC). O autor explicou que o objetivo é acabar com logomarcas das administrações e gerar economia para o município:


Rodrigo Alves Meneses
camararodrigoalves

O vereador Nilton Reis Lopes (PMDB) apresentou um requerimento pedindo ao Conselho Municipal de Trânsito um estudo dos vários cruzamentos das avenidas Presidente Vargas e Professor Mello Cançado. Segundo ele, em alguns trechos vem acontecendo acidentes constantemente.

Cobrou também uma postura firme do prefeito Elias Diniz (PSD) em garantir o atendimento aos casos de urgência e emergência da população no Hospital Nossa Senhora da Conceição:


Nilton Reis Lopes
camaraniltonreis

O vereador Antônio Carlos dos Santos (PTB) também ficou muito satisfeito com a reabertura do único hospital de Pará de Minas. Ele espera que o processo de intervenção seja um sucesso e garanta a devida assistência à população:


Antônio Carlos dos Santos
camaraantoniocarlos

Outra matéria analisada foi o veto do prefeito ao Projeto de Lei 174/17 que institui a Planta de Valores Imobiliários. O Poder Executivo vetou a lei aprovada na Câmara Municipal que revoga os aumentos do Imposto Predial Territorial e Urbano (IPTU).

A propositura teve o pedido da Comissão Especial para adiar a votação, o qual foi acatado pela mesa diretora. O secretário da Casa, vereador Marcus Vinícius Rios Faria (PMDB), disse que essa medida do prefeito já era esperada e agora o Poder Legislativo derrubará o veto e a discussão deverá parar na Justiça:


Marcus Vinícius Rios Faria
camaramarcusvinicius

O presidente da Casa, Mário Justino da Silva (PRB), fez um resumo muito positivo dos trabalhos realizados. Ele explica que o relatório final da Comissão Especial que investiga as denúncias feitas por Timbé será divulgado nos próximos dias:


Mário Justino da Silva
camaramariojustino

A próxima reunião Ordinária da Câmara Municipal será realizada na próxima segunda-feira, 20 de novembro, a partir das 18 horas, horário regimental. Toda a população é convidada a assistir e acompanhar os trabalhos do Poder Legislativo.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!