Eduardo Barbosa apresenta projeto que possibilita servidores do Judiciário advogarem

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

eb_sitraemg
O deputado federal Eduardo Barbosa apresentou o Projeto de Lei nº 5526/2016 para modificar de incompatibilidade para impedimento o exercício da advocacia por servidores do Poder Judiciário contra a Fazenda Pública que os remunere.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

De acordo com o deputado, a incompatibilidade determinada pelo Estatuto da OAB imposta aos servidores do Judiciário restringe o exercício total da advocacia, o que vai contra os princípios da razoabilidade, da proporcionalidade e da isonomia.

“O servidor do Judiciário Federal deve, sim, ser tratado de forma diferenciada, diante do óbvio acesso que tem ao conteúdo de processos, decisões judiciais e no próprio trato diário com os Juízes. Mas, não é razoável que se aplique restrição total a situações que podem ser separadas”, afirmou o deputado.

Eduardo Barbosa explicou que um servidor da Justiça Federal não tem algum tipo de ligação, contato, vantagem, ou acesso diferenciado em processos que tramitam na Justiça do Trabalho; da mesma forma, um servidor da Justiça Estadual em relação a processos que tramitam na Justiça Federal; ainda, um servidor da Justiça do Trabalho quanto a processos que tramitam na Justiça Estadual; e mais, não há como um servidor da Justiça Eleitoral ter algum tipo ligação, contato, vantagem, ou acesso diferenciado em processos que tramitam na Justiça Estadual, Federal ou do Trabalho. “Essas observações nos levam a defender que a vedação seja parcial e não total”, afirmou.

Esse projeto de lei é fruto de pleito do Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal no Estado de Minas Gerais – SITRAEMG. Como foi apresentado essa semana, a Mesa Diretora da Câmara ainda não definiu quais as comissões irão analisar o PL.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!