Pará de Minas receberá menos da metade do previsto da cessão onerosa; dinheiro seria para pavimentação de ruas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O governo federal se frustrou após o megaleilão do pré-sal não sair como o esperado. A intenção era receber R$ 106,5 bilhões com a venda de 15 bilhões de barris de petróleo. O leilão aconteceu no dia 6 de novembro e a Petrobras levou dois blocos, de Búzios e Itapu. O valor arrecadado foi de R$ 69,96 bilhões. No dia seguinte a expectativa era arrecadar cerca de R$7,8 bilhões, mas arrecadou cerca de R$ 5 milhões.

Parte do valor será destinado a estados e cidades. O cálculo foi feito a partir do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e segundo informado, Pará de Minas receberia inicialmente R$ 4.676.289,73.

O Portal GRNEWS publicou no início deste mês a intenção da Prefeitura de Pará de Minas em usar parte desse valor para pavimentar ruas e avenidas. O projeto já está pronto e em breve o edital de licitação para contratar a empresa responsável pelas obras, seria publicado.

Com os novos valores arrecadados, foi recalculado o que cada um dos 5.568 municípios receberá dos R$ 5,3 bilhões destinados. Pará de Minas terá em conta R$ 2.299.280,75, uma redução de R$ 2.387.008,98 em relação ao valor estimado no primeiro momento.

No projeto feito por setor de engenharia da Prefeitura de Pará de Minas, consta o calçamento e asfaltamento de diversas ruas da cidade, entre elas do bairros Grão-Pará, Recanto da Lagoa, Gorduras, Matinha e JK, além do Distrito de Tavares de Minas.

O prefeito Elias Diniz (PSD) foi procurado para saber se a prefeitura manterá o projeto ou ele sofrerá alterações em razão da redução considerável do valor que o município receberá da cessão onerosa. Ele não foi encontrado, para se manifestar.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!