Quadrilha de estelionatários tenta aplicar golpe do “cartão de crédito” em moradora de Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Uma equipe da 19ª Companhia de Polícia Militar Independente esteve em uma residência localizada no bairro Nossa Senhora das Graças, em Pará de Minas, na quinta-feira, 7 de março. No local, a solicitante de 32 contou que recebeu uma ligação no telefone fixo e um homem disse ser funcionário do banco em que ela faz transações. Ele a explicou que alguém havia feito uma compra no cartão de crédito dela no valor de mais de R$ 3 mil.

Ele a pediu para cortar o cartão de crédito que havia sido clonado e outro funcionário passaria na casa dela para recolhê-lo e deveria ainda entregar uma carta de próprio punho solicitando o bloqueio do cartão. Após os pedidos ele a pediu para desligar o telefone e ligar em um número 0800 do banco. Ela fez a chamada e outro atendente confirmou a versão do primeiro homem.

Assustada com a situação a mulher pediu ajuda a amigos e parentes e foi alertada sobre um possível golpe. Ela foi até a agência bancária e foi informada pelo gerente que era realmente uma tentativa de estelionato.

Sargento Paulo Roberto Giardullo Pinto, da Assessoria de Comunicação da 19ª Companhia de Polícia Militar Independente conta que a ação é tão detalhada que passa credibilidade à vítima:


Sargento Paulo Roberto Giardullo Pinto
pauloestelionato1

A partir dessa tentativa de golpe, policiais militares trabalham com a hipótese de a quadrilha ser de Pará de Minas ou ter membros residentes no município:

Sargento Paulo Roberto Giardullo Pinto
pauloestelionato2

A mulher não teve nenhum prejuízo, mas é importante sempre tomar alguns cuidados para não cair em golpes como este.

A Polícia Militar orienta aos cidadãos a manterem-se em alerta em relação a golpes deste tipo e outros que geralmente são aplicados por telefone. Não se deve passar nenhum dado pessoal ou fazer depósitos em dinheiro, sem antes checar de forma precisa, a autenticidade da fonte das ligações.

Em casos de qualquer suspeita a Polícia Militar deve ser acionada imediatamente pelo telefone 190.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!