SIND-UTE convoca greve com objetivo de pressionar o Governo de MG

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

As principais centrais sindicais do país tentaram organizar uma greve nacional convocada para esta terça-feira, 5 de dezembro. Porém, o movimento não ocorrerá em nível nacional e sofreu algumas alterações.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Nesta terça-feira (5) será promovida uma mobilização em Belo Horizonte. A concentração terá início as 17 horas. Será a continuação da luta contra a Reforma da Previdência com o apoio dos movimentos sociais.

Na quarta-feira (6) será realizada uma paralisação estadual através do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (SIND-UTE). Eles cobrarão o pagamento do 13° salário, reajuste de 2016 do piso salarial e cumprimento dos acordos e pagamento dos salários em dia.

De acordo com Leandro Augusto de Assis Fonseca, coordenador da subsede do SIND-UTE em Pará de Minas, a greve será estadual devido ao não cumprimento de várias obrigações por parte do governo de Minas Gerais.

As manifestações acontecerão a partir das 10 horas, na Cidade Administrativa, sede do governo de Minas Gerais. A meta é sensibilizar o governador Fernando Pimentel (PT) e sua equipe para os prejuízos que os trabalhadores vem sofrendo:


Leandro Augusto de Assis Fonseca
paralisacaoleandro1

Mesmo com o anúncio da retirada de pauta de votação da Reforma Previdência, os trabalhadores continuam em estado de alerta para manifestar contra essas mudanças drásticas:

Leandro Augusto de Assis Fonseca
paralisacaoleandro2

O presidente da República Michel Temer (PMDB-SP) se reuniu com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e lideranças partidárias para articular o apoio de parlamentares na votação do projeto de reforma da Previdência.

O governo federal alega que é preciso alterar as regras para concessão de benefícios pela Previdência Social para que ocorra a retomada do crescimento e a superação da crise. Além disso, amenizaria os rombos nas contas públicas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE