APAC de Itaúna serve de modelo e foi avaliada por defensores públicos de 15 estados brasileiros

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Divulgação/APAC Itaúna

Uma comitiva formada por defensores públicos de 15 estados brasileiros acompanhados pelo juiz da Vara de Execuções Penais da Comarca de Itaúna, Paulo Antônio de Carvalho, visitaram a APAC na sexta-feira, 28 de abril. Também estavam presentes o Defensor Público de Itaúna, Fábio Bruno da Silva e o presidente da APAC, Evangelista Silva.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Na oportunidade, os defensores receberam informações sobre o método APAC, tiraram dúvidas e interagiram com os recuperandos durante um almoço no regime fechado. Após a vista todos se mostraram entusiasmados com o método APAC. A Defensora Pública do Ceará, Marilene Venâncio, ficou impressionada ao constatar que os próprios recuperandos cuidam da entidade. “Eu fiquei impressionada com a dedicação e a disciplina deles. E acredito que a APAC funciona por isso. Nós precisamos de mais APACs, pois as mazelas do sistema prisional são graves e não conseguimos resolver”, comentou.

O Defensor Público do estado de São Paulo, Bernardo Faeda e Silva, destaca com pesar o número de APACs no Brasil. “Muito interessante a forma de materialização dos princípios de execução da pena, mas é triste ver que ainda é muito restrito. Atualmente, são cerca de 650 mil presos no país e só três mil estão nas APACs. Ver o modelo é muito bom e gratificante, mas por outro lado é lamentável ver que isso não é oferecido a todos”, destacou.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!