Atropelar animais e fugir é considerado omissão de socorro, afirma veterinário

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

cao_cachorro_animal_atropelado2
Com o aumento do tráfego de veículos nas rodovias e no perímetro urbano, muitos animais domésticos e selvagens acabam sendo atropelados acidentalmente pelos condutores. Os números de colisões são assustadores.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Em boa parte dos casos os motoristas não param para socorrer os animais e fogem descaradamente. Se fosse dada a devida assistência a todos os atropelados, muitos sobreviveriam.

Os cuidados com os animais estão previsto em lei e os maus tratos são passíveis de punições. Os proprietários de cães e gatos devem ficar atentos também para que eles não fiquem soltos nas ruas e causem acidentes.

De acordo com o médico veterinário Idael Christiano de Almeida Santa Rosa, os casos de animais vítimas de atropelamentos que não são resgatados são considerados como uma omissão de socorro:
edaelsr_pdg

Idael Christiano de Almeida Santa Rosa
idlsr_atrp1

Em relação aos atropelamentos em rodovias pedagiadas, ele informa que as concessionárias são obrigadas a prestar socorro. Por isso, os condutores que se envolverem nessas ocorrências devem comunicar o fato a Polícia Rodoviária ou a empresa responsável pela estrada:

Idael Christiano de Almeida Santa Rosa
idlsr_atrp2

Vale lembrar que ao adquirir um animal doméstico o proprietário é o responsável por todo o cuidado. Além dos cuidados com a saúde de cães e gatos, é preciso estar atento a segurança deles.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!