Programa de leitura ajudará na ressocialização de detentos na penitenciária Dr. Pio Canedo

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


O Conselho Nacional de Justiça, (CNJ), sediado em Brasília, publicou autorização para que os presos em todo o país possam conseguir a progressão de regime através da leitura de livros.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O órgão zela pela autonomia do Judiciário e pelo cumprimento do Estatuto da Magistratura. Além disso, define os planos, metas e programas de avaliação institucional e adota medidas para dar mais celeridade aos processos.

Em Pará de Minas a penitenciária Dr. Pio Canedo deverá implantar o sistema de leitura junto aos sentenciados. O projeto terá acompanhamento minucioso da direção do presídio para que tudo transcorra dentro do esperado.

Alguns critérios precisarão ser preenchidos para que o preso possa participar. O objetivo é contribuir com a ressocialização através do aprendizado proporcionado pela leitura de publicações diversas.

O juiz Pedro Câmara Raposo Lopes, diretor do Foro da Comarca de Pará de Minas, espera que boa parte dos presos aprove a iniciativa. Ele informa que alguns livros serão comprados e os investimentos não serão altos:


Pedro Câmara Raposo Lopes
leiturapedrocamararaposolopes1

O magistrado revela intenção de procurar o diretor da penitenciária para estudar a possibilidade de solicitar a doação de livros a algumas entidades. Essa parceria também poderá ajudar efetivamente ao projeto:

Pedro Câmara Raposo Lopes
leiturapedrocamararaposolopes2

Os detentos que ingressarem no programa de leitura para redução de pena terão um prazo para apresentar um resumo do que foi lido. O trabalho será devidamente avaliado pela equipe pedagógica da unidade prisional.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!