Casos de gripe aviária no Chile deixam autoridades e avicultores brasileiros em alerta

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) solicitou aos órgãos estaduais de defesa sanitária animal que aumentem a vigilância em propriedades avícolas para prevenir a gripe aviária no Brasil.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Foi emitida uma nota técnica especificando todas as providências a serem adotadas para evitar casos da doença no país. A fiscalização também deverá ser intensificada em portos, aeroportos, postos de fronteira e alfândegas.

Caso sejam acometidas pelo vírus influenza, o causador da gripe, as aves poderão morrer e transmitir a doença para seres humanos. Com isso as exportações são comprometidas e a economia é afetada.

Além do prejuízo social com a propagação da doença em algumas pessoas, existem as perdas financeiras. Por esse motivo os órgãos de fiscalização estão intensificando os trabalhos de biossegurança.

Marcílio de Souza Guimarães, diretor Geral do IMA, esteve em Pará de Minas e disse que o Brasil está bem protegido da gripe aviária. Porém, destacou a importância dos avicultores tomarem todas as precauções para não ser apanhados de surpresa porque alguns casos já ocorrem no Chile:


Marcílio de Souza Guimarães
gripeaviariamarciliodesouzaguimaraes1

Ele explica que não tem como impedir a migração das aves portadores do vírus influenza. O que pode ser feito efetivamente nas unidades produtivas de aves são algumas medidas de biossegurança:

Marcílio de Souza Guimarães
gripeaviariamarciliodesouzaguimaraes2

Pelo menos 197 espécies de aves podem migrar. Desse total, 104 se reproduzem no Brasil e 93 possuem seus sítios de reprodução em outros países. Por isso é importante ficar alerta.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!