Descarte incorreto de lixo causa acidentes e ferimentos nos garis em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Você presta atenção quando descarta cacos de vidros ou seringas? Pois saiba que muitos garis se machucam todos os dias com o descarte incorreto destes materiais cortantes e perfurantes quando passam para recolher os sacos de lixo.

Em Pará de Minas há casos de coletores garis machucados que precisam ir até Divinópolis para serem submetidos a uma bateria de exames para detectar se foram infectados ou contraíram alguma doença.

Muitos desses trabalhadores precisam passar por tratamento. Além disso, ficam afastados por mínimo 15 dias, o que gera um custo a mais para a Engesp Construções, empresa responsável pela coleta no município.

Não são apenas os cacos de vidros e as seringas os problemas principais. É preciso descartar corretamente espetos de churrasco, espinhas de peixe, cacos de porcelana e similares, e também latas de conservas, como milho verde e leite condensado. Tudo isso pode cortar ou perfurar o braço e a mão do coletor.

A coordenadora de limpeza urbana, Denise Alves de Azevedo Costa afirma que muitos garis acumulam acidentes de trabalho por causa doe descarte incorreto de resíduos feito pelos paraminenses:


Denise Alves de Azevedo Costa
deniseacidentes1

A população precisa de conscientizar da importância do descarte correto do lixo. A coordenadora explica como embalar corretamente o lixo e não trazer riscos ao gari:

Denise Alves de Azevedo Costa
deniseacidentes2

Ela ressalta que o número de acidentes vem crescendo porque muitas pessoas se esquecem dessas dicas importantes. É preciso que a população coopere diariamente e o descarte correto se torne um hábito:

Denise Alves de Azevedo Costa
deniseacidentes3

Quem quiser mais informações sobre o descarte correto dos resíduos pode ligar na Engesp no telefone (37) 3236-0978.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!