Após meses de espera vacina pentavalente chega a Pará de Minas e pais correm para os postos imunizar os filhos

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A vacina pentavalente combina cinco vacinas individuais em uma só. O objetivo, segundo o Ministério da Saúde, é proteger a população de uma só vez. Desde 2012 ela consta no Calendário Nacional de Vacinação e os bebês devem tomá-la em três doses, sendo aos dois, quatro e seis meses de vida.

A pentavalente protege contra a difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e a haemophilus influenza tipo b, que é responsável por infecções no nariz, meninge e garganta.


A vacina é gratuita através do Sistema Único de Saúde e os lotes são adquiridos do Fundo Estratégico da Organização Pan-americana da Saúde (OPAS), já que não é produzida no Brasil. Mas no ano passado o Ministério da Saúde realizou testes em um lote importado pelo governo, que foi reprovado.

Das 800 mil doses enviadas mensalmente aos estados, desde novembro os postos de saúde não tinham a vacina.

Após semanas de espera, a manhã de segunda-feira, 27 de janeiro, foi de correria para as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e a Policlínica Nossa Senhora da Piedade em Pará de Minas. Uma remessa de doses chegou e a fila era grande. Mães, pais, avós e tias na espera para imunizar os pequenos.

Tony de Faria Oliveira levou o filho Dante de dois meses para receber a primeira dose de imunização. O bebê chorou só um pouquinho e o pai está aliviado em ver que o filho está protegido:

Tony de Faria Oliveira
tonyvacinapenta1

A pequena Maria Flor de quatro meses recebeu a segunda dose da vacina. Chorou um pouquinho mas a mãe agora está tranquila. Com a demora na chegada da vacina pensou em pagar na rede particular cerca de R$ 900 para que a filha não ficasse sem a imunização:

Talita Karen de Moura Batista
talitavacinapenta1

A vacina está disponível em Pará de Minas tanto na Policlínica como nas salas de vacinação das UBS’s. Crianças que já passaram a idade e não foram imunizadas, recebem reforços ou complementações a partir de um ano com a vacina adsorvida difteria, tétano e pertússis (DTP). Ao todo o calendário nacional disponibiliza 19 vacinas para mais de 20 doenças para todas as faixas etárias.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!