Calor faz aumentar risco de intoxicação após consumo de alimentos perecíveis, alerta nutricionista

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


A forte onda de calor propicia a perda rápida de alimentos que são altamente perecíveis e que podem causar intoxicação alimentar ou gastrintestinal. Trata-se de um problema de saúde causado pela ingestão de água ou alimentos contaminados por bactérias.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Entre os microorganismos que causam esses tipos de problemas estão Salmonella, Shigella, E.coli, Staphilococus, Clostridium e o Rotavírus. A contaminação também pode acontecer por causa de toxinas.

A contaminação pode ocorrer durante a manipulação, preparo, conservação ou armazenamento dos alimentos. As bactérias ingeridas junto com os alimentos são capazes de viver e multiplicar-se no interior dos intestinos.

Outra causa de intoxicação alimentar que não é muito comum é a infecção por um dos tipos da bactéria Clostridium. Nesses casos ela ataca o sistema nervoso da pessoa e compromete o organismo.

A prevenção está ligada as boas práticas de higiene e aos cuidados no preparo dos alimentos. Uma das mais importantes é sempre lavar as mãos antes das refeições e depois de usar o banheiro.

A prevenção é dificultada pelo fato de os alimentos contaminados não apresentarem a presença dos micro-organismos. Geralmente a aparência, o gosto e o cheiro costumam ser normais.

A nutricionista Rosane Ferreira Ribeiro de Oliveira destaca a necessidade de verificar o armazenamento correto dos produtos perecíveis. Ela também orienta a todos a sempre levar os alimentos rapidamente para casa:


Rosane Ferreira Ribeiro de Oliveira
intoxicacaoalimentarrosaneferreiraribeirodeoliveira1

A intoxicação precisa ser cuidada por um médico imediatamente para que o quadro da pessoa não seja agravado. O profissional de saúde investigará as causas da infecção e fazer o tratamento necessário para sanar o problema:

Rosane Ferreira Ribeiro de Oliveira
intoxicacaoalimentarrosaneferreiraribeirodeoliveira2

Nesta época de Verão muitas famílias viajam para praias e consomem alimentos de vendedores ambulantes. O risco de intoxicação é grande com algum alimento sem procedência ou fiscalização sanitária:

Rosane Ferreira Ribeiro de Oliveira
intoxicacaoalimentarrosaneferreiraribeirodeoliveira3

Entre os sintomas mais comuns da infecção estão: diarreia, vômitos, dor abdominal, dores de cabeça, Nos quadros mais graves podem ocorrer desidratação, perda de peso e queda da pressão arterial.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!