Prefeito Elias Diniz reafirma promessa de implantar Olho Vivo “mais abrangente” em 2018

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Nos últimos dias a população de Pará de Minas acompanhou dois fatos preocupantes em relação a segurança pública. Um dos fatos, o recente assassinato cruel de um comerciante que estava trabalhando em sua pizzaria.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Dois bandidos chegaram ao estabelecimento de motocicleta, um deles armado. O meliante anunciou o assalto e exigiu dinheiro das vítimas. Segundo testemunhas, o proprietário do comércio reagiu e foi baleado na cabeça.

O empresário foi socorrido e encaminhado a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas. Porém, ele não resistiu ao ferimento e faleceu. A ação dos bandidos foi em meio a vários clientes que estavam no local. Após o assassinato o autor e o comparsa fugiram de moto, não sendo localizados.

Outros registros de assalto e furtos em estabelecimentos comerciais como padarias, mercearias, bares e outros também se tornaram frequentes na cidade. Após a morte do dono da pizzaria, o presidente da Associação Empresarial de Pará de Minas (ASCIPAM) José Misael de Almeida, lamentou o fato, revelou medo por parte dos comerciantes e seus colaboradores e disse que não vê muitas alternativas viáveis para aumentar a sensação de segurança que a população perdeu. Hoje, muitos têm medo de sair de casa para ir até um restaurante ou barzinho temendo ser alvo de marginais.

Na manhã desta quarta-feira, dia 25 de outubro, indivíduos tentaram assaltar uma loja de eletrodomésticos no Centro. Eles estavam armados com uma pistola e um revólver calibre 38. Renderam os funcionários e estavam carregando todos os telefones celulares para uma Sprinter, branca, placas de Belo Horizonte.

A Polícia Militar foi acionada e conseguiu prender os infratores e recuperar as mercadorias. Foram apreendidos 141 telefones celulares e se o roubo fosse consumado o prejuízo chegaria à casa dos R$ 300 mil.

Na última reunião da Câmara Municipal os vereadores cobraram do prefeito Elias Diniz (PSD) a agilidade na implantação do sistema de monitoramento através de câmeras, o chamado projeto Olho Vivo.

O vereador Rodrigo Varela Franco (PSD), ex-líder do prefeito, entrou com um requerimento solicitando informações sobre a implantação do Olho Vivo em Pará de Minas, pois a criminalidade vem aumentando.

O vereador Rodrigo Alves de Meneses (PMDB) cobrou do prefeito e dos deputados estadual e federal uma união de forças para elevar a 19ª Companhia Independente a Batalhão da Polícia Militar, o que aumentaria o efetivo de policiais e reforçaria a segurança pública no município.

Há muitos anos a ideia do Olho Vivo vem sendo ventilada pelo poder público e nunca sai do papel. A Associação Empresarial de Pará de Minas (ASCIPAM) elaborou uma proposta e encaminhou a prefeitura para ser executada.

Porém, a atual gestão anunciou algumas ampliações no número de câmeras e para isso buscou recursos junto ao Ministério da Ciência e Tecnologia e a emendas parlamentares em Brasília.

Na tarde desta quarta-feira (25) o prefeito Elias Diniz (PSD) afirmou que todas cidades estão sofrendo com sérios problemas na área da segurança pública. Ele citou como exemplo uma operação da Polícia Federal que apreendeu armas de grosso calibre e drogas:


Elias Diniz
olhovivoeliasdiniz1

Em relação ao sistema Olho Vivo, lembra que o recurso foi alocado no Ministério das Cidades e será firmada Parceria Público Privada (PPP) para complementar os valores. A meta é instalar câmeras de monitoramento em mais regiões, dando um suporte maior para o trabalho da polícia:

Elias Diniz
olhovivoeliasdiniz2

O chefe do Poder Executivo Municipal informou que os custos envolvidos neste novo projeto Olho Vivo ainda estão sendo levantados. Os valores a serem investidos serão divulgados futuramente. A viabilização do sistema também ficará para´2018.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!