Vereador diz que artistas da terra não foram contratados para festa no parque como exige a lei e promete acionar o MP

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


As afirmações são do vereador Dilhermendo Rodrigues Filho (PSDB) ao nalisar que nos último dias foi realizada mais uma grande festa popular nas dependências do Parque de Exposições Francisco Olivé Diniz, em Pará de Minas.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Pensando no evento como uma vitrine para os músicos paraminenses, o vereador Dilhermando Rodrigues Filho apresentou projeto de lei na Câmara Municipal tornando obrigatória a contratação de artistas da terra.

A lei foi aprovada em 2016 pelo Poder Legislativo Municipal e sancionada pelo então prefeito Antônio Júlio de Faria (PMDB). Porém, ficou em aberto o item que trata do valor da multa pelo descumprimento da nova lei. Porém, o vereador disse que a legislação foi descumprida pelos organizadores da exposição agropecuária realizada em abril de 2017, por isso seria preciso estipular multa.

O autor elaborou um segundo projeto propondo uma multa diária de R$ 46 mil pelo descumprimento. Porém, o presidente do Sindicato Rural Patronal (SRPM), Eugênio Mendes Diniz, abordou a questão com todos os vereadores no plenarinho.

O sindicalista falou da dificuldade em cumprir a norma devido aos altos custos envolvidos na produção e realização de um evento de grande porte. Chegou a afirmar categoricamente que o Sindicato Rural desistiria de fazer festas caso as exigências continuassem.

O vereador Dilhermando Rodrigues Filho optou por retirar temporariamente a proposta da multa por descumprimento da legislação. Porém, ele foi cobrado pelos artistas de Pará de Minas que buscam espaço nas festas.

Um artista paraminense, que preferiu não ser identificado publicamente, disse a reportagem do Portal GRNEWS que assim como na exposição agropecuária deste ano, havia uma expectativa de participar da Festa do Estadual do Frango e do Suíno.

Os cantores deixaram fechar contratos em outras cidades priorizando a apresentação em Pará de Minas. Como os organizadores não abriram espaço para os artistas da terra como eles esperavam, muitos perderam a agenda de shows, ou seja, não se apresentaram em Pará de Minas, nem em outros locais.

O mesmo artista argumentou nos dois grandes eventos realizado este ano município não foram contratados cantores e músicos da terra para se apresentaram durante todas as noites de festa.

A reportagem conversou sobre a queixa do artista com o autor da Lei Municipal Dilhermando Rodrigues Filho. O vereador considerou a atitude como um grande desrespeito e uma afronta a Câmara Municipal:


Dilhermando Rodrigues Filho
festadilhermando1

Segundo ele, apenas dois artistas paraminenses se apresentaram no palco do Parque de Exposições Francisco Olivé Diniz no domingo, 24 de setembro. Mas, a lei exige uma apresentação local por noite e isso não foi cumprido pelos organizadores do evento:

Dilhermando Rodrigues Filho
festadilhermando2

O vereador está apurando tudo o que aconteceu nas festas populares e promete que todas as medidas legais serão tomadas. Para ele, os organizadores que desrespeitam as leis municipais não deveriam ter direito de promover eventos na cidade:

Dilhermando Rodrigues Filho
festadilhermando3

A reportagem do Portal GRNEWS tentou contato, por telefone, no fim da tarde desta segunda-feira, 25 de setembro, com o Sindicato Rural de Pará de Minas, para ouvir o presidente Eugênio Mendes Diniz, um dos organizadores da Festa do Frango e do Suíno em Pará de Minas. Objetivo era saber a versão dele sobre o não cumprimento da lei municipal alegado pelo vereador Dilhermando Rodrigues Filho, entretanto ninguém atendeu as ligações.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!