Profissionais que colaboram com o Hospital São João de Deus podem ajudar HNSC a superar crise

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Os graves problemas financeiros que causam dificuldades ao Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC) foram abordados novamente pelos vereadores paraminenses durante reunião Ordinária realizada na Câmara Municipal de Pará de Minas na noite de segunda-feira, 24 de abril. Os vereadores já haviam agendado para o dia 3 de maio, uma audiência pública para debater a crise na saúde do município.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A diretoria afirma que a instituição centenária de saúde chegou ao limite do nível de endividamento e não tem condições de contrair novos empréstimos bancários para saldar dívidas e honrar outros compromissos.

Os médicos plantonistas ficaram três meses sem receber pelos serviços prestados e a situação vem se agravando cada vez mais. A maior parte da população que depende do Sistema Único de Saúde (SUS) é a maior prejudicada.

O prefeito Elias Diniz (PSD) anunciou o repasse de R$ 460 mil ao HNSC, sendo R$ 260 do tesouro municipal e R$ 200 mil enviados pelo governo do Estado, parcela referente à Rede Resposta. O repasse foi um alento em meio às dívidas cumulativas da entidade.

O administrador do único hospital de Pará de Minas relatou a reportagem do Portal GRNEWS os motivos do déficit que está inviabilizando a prestação de serviços no HNSC. Ele afirmou que a os repasses federais estão em dia, mas que a tabela do SUS está defasada há anos e não cobre os custos envolvidos na prestação de serviço. Disse ainda que para manter os serviços básicos no hospital, a prefeitura precisa fazer repasses mensais com valor mínimo de R$ 500 mil.

De acordo com o diretor, a Secretaria de Estado da Saúde está com três parcelas da Rede Resposta atrasadas. Já a Secretaria Municipal de Saúde não estava enviando subvenções, as quais não são obrigatórias por lei.

O médico e vereador Ênio Talma Ferreira de Rezende (PSDB) voltou a cobrar providências em relação aos municípios vizinhos que só enviam pacientes do SUS para o HNSC e não ajudam a entidade com recursos financeiros.

Ele lembra que algumas prefeituras mantêm poucas AIH’s (Autorização de Internação Hospitalar) no hospital de Pará de Minas para recorrer em caso de necessidade e direcionam as maiores demandas para grandes centros, onerando o HNSC:


Ênio Talma Ferreira de Rezende
reuniaohnsceniotalmaferreira

Mário Justino da Silva, presidente da Câmara Municipal de Pará de Minas, informou que haverá uma reunião com profissionais que auxiliaram o Hospital São João de Deus (HSJD), em Divinópolis.

Estes profissionais ajudaram a amenizar a crise na unidade de saúde divinopolitana, que também passa pelas mesmas dificuldades que o hospital de Pará de Minas. O encontro será nesta sexta-feira, dia 28 de abril, às 15 horas, no Hospital Nossa Senhora da Conceição:


Mário Justino da Silva
reuniaohnscmariojustinodasilva

Mário Justino da Silva disse ainda que devem participar da uma comissão de vereadores, o procurador jurídico da Câmara Municipal de Pará de Minas, Antônio Carlos Lucas, o provedor do HNSC, Osvaldo Alves Leite, o administrador Renato Vasconcelos, além da equipe de profissionais que auxilia o Hospital São João de Deus, em Divinópolis.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!