População de Pará de Minas consumiu 126 mil comprimidos de Rivotril em um ano

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


A vida moderna agitada, além de problemas no trabalho e o fato de muitos enfrentarem sérias dificuldades na vida pessoal e profissional, estão incluídos entre os fatores que compõem o conjunto de adversidades responsáveis pelo aumento da ansiedade e do estresse.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Neste cenário, milhões de pessoas buscam ajudam em consultórios médicos, especialmente de psiquiátricos. Os profissionais de saúde fazem a avaliação dos casos e indicam o tratamento adequado para cada paciente.

Muitas vezes é receita um medicamento para ajudar no relaxamento e em uma boa noite de sono. Entre os ansiolíticos está o Clonazepam, que tem o nome comercial nas farmácias de Rivotril.

A reportagem do Portal GRNEWS fez um levantamento em Pará de Minas junto à gestão do Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (SNGPC).

De acordo com os dados informados, foram comercializados em 2016 um total de 4.200 caixas do medicamento, que normalmente contém 30 comprimidos em cada. Considerando estes números a população de Pará de Minas consumiu 126 mil comprimidos de Rivotril somente no ano de 2016.

A maioria das dosagens foram de 2mg e em segundo de 0,5mg. Também foram adquiridas unidades de 1mg e em gotas de (2,5mg/mL).

Já nas drogarias, estima-se um consumo mensal de aproximadamente 280 caixas de Rivotril contendo 30 comprimidos cada. O que indica um consumo médio de 8.400 comprimidos por mês. A este número não consta dados do medicamento de tarja preta consumido em gotas.

Quando multiplicado por 12 meses, esse número anual de comprimidos consumidos chega a 100.800 drágeas. Mas é importante ressaltar que os números oficiais de 2017 ainda não foram fechados. A partir do ano passado o medicamento em comprimidos deixou de ser liberado na Farmacinha da prefeitura, onde a distribuição é feita somente em gotas.

Domitila de Souza Carrilho, Farmacêutica Bioquímica do Departamento de Vigilância Sanitária de Pará de Minas, confirma que nos últimos 10 anos o uso do Rivotril aumentou consideravelmente:

Domitila de Souza Carrilho
domitila_souza_rivotril1


O alto consumo do Clonazepam em todo o país vem sendo estudado pelas autoridades da área de saúde. A preocupação é com os efeitos colaterais e a dependência que o remédio provoca nos pacientes:

Domitila de Souza Carrilho
domitila_souza_rivotril2

Muitos médicos receitam o remédio e às vezes o tratamento de ansiedade não é acompanhado de perto. Os usuários só retornam ao especialista para trocar a receita e voltar à drogaria para comprar mais caixas de Rivotril. Quando viciam não tem mais jeito:

Domitila de Souza Carrilho
domitila_souza_rivotril3

Os números referentes ao consumo de Rivotril em Pará de Minas são preocupantes. Mas a situação é a mesma muitas outras cidades mineiras. De acordo com número que foram repassados pela ANVISA, somente no estado de Minas Gerais são consumidos em torno de 1.600.000 comprimidos de Rivotril por ano.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!