Líder do prefeito quer saber onde foram investidos R$ 1,7 milhão recebidos da repatriação

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Em 2016 o governo federal promoveu uma campanha de repatriação dos recursos que estavam depositados em contas no exterior de forma irregular. O objetivo foi trazer de volta para o país um montante expressivo de dinheiro.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Para isso foi aprovada no Congresso Nacional uma alteração na Lei de Repatriação que facilitou a regularização do dinheiro não declarado. A proposta surtiu o efeito almejado pela equipe econômica do governo.

Muitas pessoas que mantinham contas no exterior de forma irregular trouxeram os valores de volta para o país. Essa medida rendeu um grande volume de impostos que foram rateados entre estados e municípios.

De acordo com o vereador Rodrigo Varela Franco (PSD), líder do prefeito Elias Diniz (PSD) na Câmara Municipal, o município de Pará de Minas recebeu no dia 30 de dezembro de 2016 um montante no valor de R$ 1,7 milhão.

Durante reunião Ordinária do Poder Legislativo Municipal realizada na noite de segunda-feira, 20 de fevereiro, ele apresentou um requerimento solicitando explicações da prefeitura sobre o que foi feito com esses valores, já que muitos servidores públicos não haviam recebido o décimo salário:


Rodrigo Varela Franco
repatriacaorodrigovarelafranco

O secretário municipal de Gestão Fazendária,  José Leonardo Martins Pinto, Ele estava como responsável pela pasta no final do ano passado e foi mantido no cargo.

De acordo com ele, o ex-prefeito Antônio Júlio de Faria (PMDB) optou por pagar as dívidas de alguns fornecedores da Prefeitura de Pará de Minas. Essa foi a maneira escolhida pelo ex-prefeito para utilizar os recursos:


José Leonardo Martins Pinto
repatriacaojoseleonardomartins

O ex-prefeito Antônio Júlio de Faria (PMDB) explicou que a verba oriunda da repatriação foi utilizada no pagamento de alguns fornecedores de Pará de Minas. Uma dívida a menos que foi deixada para o atual gestor:


Antônio Júlio de Faria

repatriacaoantoniojuliodefaria

A reportagem do Portal GRNEWS também procurou Marcus Vinícius Rios Faria (PMDB), que atuou como líder do ex-prefeito Antônio Júlio de Faria na Câmara Municipal durante os quatro anos da gestão passada. O vereador disse que não tinha conhecimento de como o dinheiro havia sido investido.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!