Elias Diniz quer contrair novo empréstimo de R$10,5 milhões para investir em pavimentação e sinalização de vias

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Conforme o Portal GRNEWS antecipou na segunda-feira, 20 de maio, o prefeito de Pará de Minas Elias Diniz (PSD) e o vice-prefeito José Porfírio de Oliveira Filho (PV) apresentaram aos vereadores o pedido para contrair um empréstimo que já estaria pré-aprovado junto a Caixa Econômica Federal e o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais no valor de R$10,5 milhões.

Esse montante seria liberado por meio do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (FINISA), uma linha de crédito destinada a projetos voltados ao desenvolvimento sustentável dos municípios e melhoria da qualidade de vida da população.

Esta linha se destina a despesas de capital como pavimentação e recapeamento asfáltico, iluminação pública, construção ou reforma de prédios públicos, projetos de saneamento, aquisição de máquinas, equipamentos e veículos. A taxa de juros é baixa e os bancos tem como garantia o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Os vereadores enviam semanalmente ao Executivo requerimentos solicitando asfaltamento de vias e iluminação e o prefeito Elias Diniz viu neste financiamento uma forma de resolver essas questões. Ele quer aproveitar esta linha de crédito mais barata para contrair o empréstimo:


Elias Diniz
eliasdezmilhoes1

O chefe do Executivo paraminense pretende calçar e asfaltar ruas, fazer a sinalização horizontal e vertical e iluminar as vias. Além disso, ele garante que o Município terá condições financeiras de arcar com o empréstimo, já que os juros são menores que os praticados em outras linhas de financiamento:

Elias Diniz
eliasdezmilhoes2

O prazo total do financiamento é de até dez anos com carência de 24 meses, ou seja, em dois anos o Município de Pará de minas pagaria apenas os juros do empréstimo e quitaria o financiamento em 96 parcelas. O prefeito Elias Diniz deve enviar o projeto à Câmara Municipal até sexta-feira (24) para análise dos vereadores.

Importante destacar que nesta gestão os vereadores já autorizaram o prefeito a contrair um empréstimo de R$ 3 milhões para a revitalização da Avenida Presidente Vargas e se arrependeram.

Eles votaram pela aprovação sem conhecer o projeto e posteriormente se mostraram arrependidos devido ao corte de dezenas de árvores na avenida e também discordam da execução das obras sem uma nova drenagem pluvial, uma vez que basta chover um pouco mais forte para que a Presidente Vargas fique completamente alagada.

Por isso, os vereadores precisam analisar com muita cautela este novo pedido de empréstimo feito pelo prefeito, para que não se arrependam novamente.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!