Vale pagou multa de R$ 10 milhões e promotor detalha ações ambientais idealizadas em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Depois de atrasar a entrega da adutora do Rio Pará em mais de 200 dias, a mineradora Vale entrou em acordo com o Ministério Publico de Minas Gerais (MPMG) através da Promotoria de Meio Ambiente de Pará de Minas. No Termo de Compromisso (TC) firmado para ações de reparação após o rompimento da barragem em Brumadinho, cada dia de atraso equivalia a R$ 100 mil de multa, resultando em mais de R$ 20 milhões.

Depois de muitas reuniões os representantes chegaram a um acordo e firmaram o pagamento de R$ 10 milhões como multa. No documento assinado no início de abril pelo promotor Delano Azevêdo Rodrigues, o procurador-geral do Município Hernando Fernandes da Silva e o prefeito Elias Diniz (PSD), estão detalhadas as ações que serão realizadas com o dinheiro.

Como o Portal GRNEWS adiantou, R$ 1 milhão será para aquisição de vacinas contra a Covid-19 caso não seja disponibilizada à população pelo Ministério da Saúde; R$ 1 milhão em obras a serem executadas em Meireles, sendo R$ 550 mil para reforma da Escola Municipal Marechal Deodoro, R$ 200 mil para reforma e equipagem do posto de saúde da comunidade, R$ 150 mil na reforma da praça e implantação de uma estrutura de feira de produtos artesanais, e R$ 100 mil na construção de um velório; e R$ 8 milhões em projetos urbanísticos-ambientais.

Ao Portal GRNEWS o promotor Delano Azevêdo Rodrigues disse que o dinheiro já está na conta da prefeitura e agora aguarda o início das ações determinadas no acordo:


Delano Azevêdo Rodrigues

delanoarambientval1

Os projetos urbanístico-ambientais foram elaborados pelo Município e aprovados pelo MPMG. Para o promotor, se a prefeitura aplicar bem os recursos, a cidade vai mudar:

Delano Azevêdo Rodrigues
delanoarambientval2

A escolha dos locais que receberão melhorias foi feita em conjunto pela prefeitura e a promotoria:

Delano Azevêdo Rodrigues
delanoarambientval3

O valor de R$ 1 milhão do acordo será destinado à aquisição de vacinas contra a Covid-19. Caso o Município não utilize o recurso nesta compra, ele já tem destino certo. Metade vai para obras na comunidade de Meireles e o restante para os projetos urbanísticos-ambientais.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!