Secretário afirma que epidemia de Dengue atinge todo o país e imóveis fechados terão entrada forçada

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

mosquito_dengue
Esta semana o médico Cardiologista e diretor Administrativo da Unimed Centro-Oeste confirmou o grande aumento no número de atendimentos a pacientes com sintomas de Dengue em Pará de Minas e região. Os dados apontam para uma situação preocupante.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O médico Cardiologista Geraldo Nasser Abdala Júnior classificou o grande número de casos como epidemia da doença no município. Por isso, o Pronto Atendimento Unimed 24 Horas adotou o novo Protocolo do Ministério da Saúde para cuidar dos casos suspeitos e confirmados de Dengue.

A epidemia era esperada desde que os resultados dos últimos Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) realizados na cidades. No anterior o índice de infestação chegou a absusrdos 13,5% e no seguinte caiu para 6,9%. Apesar da queda, Pará de Minas registra o maior índice de infestação do mosquito transmissor da Dengue de toda a região Sudeste do Brasil. O alerta é em relação as caixas d’água a nível de solo que continuam sendo usadas como reservatórios.

Nesta quinta-feira (18) o secretário municipal de Saúde, Cléber de Faria Silva, abordou novamente o assunto. Ele ressalta que a epidemia de Dengue vem ocorrendo em nível nacional, mas para isso é preciso os números oficiais:

Cléber de Faria Silva
clebfar_epddg1

clebfar_campvc
Por isso é importante que a população continue tirando dez minutos para verificar os reservatórios de água parada dentro das residências. Principalmente com os períodos de chuvas intercaladas com sol forte:

Cléber de Faria Silva
clebfar_epddg2

O secretário explica que a situação atual de avanço do Aedes aegypti vem exigindo diversas frentes de combate. Além disso, o município vem mantendo uma equipe de atendimento específico no Pronto Atendimento Municipal José Porfírio de Oliveira:

Cléber de Faria Silva
clebfar_epddg3

Outra questão levantada envolve os imóveis onde os proprietários não autorizam a entrada dos agentes de endemias. O prefeito Antônio Júlio de Faria se reunirá com o tenente coronel Paulo da Costa Júnior, comandante da Polícia Militar de Pará de Minas, para tratar deste assunto:

Cléber de Faria Silva
clebfar_epddg4

A lei prevê que as residências são asilos invioláveis, ou seja, só podem ser acessadas com autorização prévia do proprietário. Mas, no caso do combate a dengue envolve saúde pública e risco de mortes causadas pela doença.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!