Grupo da Fosfoetanolamina quer encontro com ministro do STF

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

cssf_fosfo
O Grupo de Trabalho (GT) da Fosfoetanolamina Sintética, do qual o deputado federal Eduardo Barbosa faz parte, quer discutir com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, elementos que possam contribuir com a liberação da substância a pacientes com câncer. A decisão dos parlamentares tomada na terça-feira (16) ocorre enquanto o STF reúne subsídios para dar parecer sobre milhares de processos que estão sendo movidos pelos pacientes que querem acesso à conhecida “pílula do câncer”. Além do ministro, os deputados também solicitarão audiência com o ministro da Saúde, Marcelo Castro, e com o de Ciência, Tecnologia e Inovação, Celso Pansera.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O objetivo do grupo é trazer uma linha de argumentação menos tradicional para fundamentar a decisão STF, apresentando relatos de pacientes com câncer que atestem eficácia da Fosfoetanolamina sintetizada pelo professor aposentado da Universidade de São Paulo (USP) de São Carlos, Gilberto Chierice. O deputado Eduardo Barbosa acredita ser necessária essa ação política dos parlamentares. “Entendo que temos novas linhas de pesquisa e novas formas de entender essa situação. Estamos preocupados com que os interesses econômicos se sobreponham aos da pesquisa”, disse.

O STF já tem em mãos o parecer técnico do Instituto do Câncer (Inca), que considera “antecipada e precipitada qualquer decisão terapêutica antes da realização dos estudos controlados”, de acordo com a imprensa paulista. A deputada Carmen Zanotto disse, contudo, que nem ela e nem os parlamentares podem desconsiderar os relatos de cura ou melhora do quadro dos pacientes. “As histórias clínicas são muito do nosso dia-a-dia”, comentou.

Também estiveram presentes os deputados Arlindo Chinaglia, Adelmo Carneiro Leão, Leandre, Raquel Muniz, Dulce Miranda, Zenaide Maia e Conceição Sampaio. Um dos rumos do grupo é também se manter atualizado dos avanços da pesquisa que ocorre em São Paulo para o teste da substância. Com informações da assessoria de imprensa da Comissão de Seguridade Social e Família.

Foto: Comissão de Seguridade Social e Família/Divulgação

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!