Liberada captação de água no poço artesiano da Vila Raquel. Paraminenses formam fila no local

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Na tarde desta sexta-feira, 17 de março, foi liberada a captação de água no poço artesiano localizado na rua Raquel Ferreira, na Vila Raquel, em Pará de Minas.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O local havia sido interditado dia 4 de fevereiro após uma análise realizada pelo laboratório da Gerência Regional de Saúde de Divinópolis constatar a presença da bactéria Escherichia Coli e Coliformes Totais, o que tornou a água imprópria para o consumo.

Diante dessa constatação o local passou por processo de higienização e melhorias. Nova análise feita por uma empresa contratada pela Prefeitura de Pará de Minas constatou que a água é de excelente qualidade.


Este anúncio foi feito pelo vice-prefeito e secretário municipal de Obras e Infraestrutura José Porfírio de Oliveira Filho no dia 22 de fevereiro. Á época ele falou que o poço seria reaberto naquela data ou no mais tardar no dia 23 de fevereiro.

Mas isso não se confirmou. No início de março ele afirmou que o poço permanecia fechado em razão da falta de assinatura do técnico responsável pela análise no laudo enviado ao município. Demorou cerca de 20 dias até o técnico da empresa instalada em Belo Horizonte assinasse o documento que possibilitaria a reabertura do poço artesiano.


No início desta semana José Porfírio de Oliveira Filho prometeu resolver esta situação rapidamente e cumpriu o que disse. A notícia que população aguardava ansiosamente e cobrava veio na tarde desta sexta-feira, 17 de março, por meio do coordenador do Departamento de Vigilância Sanitária de Pará de Minas.

Como a água está própria para consumo, a torneira que fica instalada no muro do lado de fora do local onde fica a caixa d’água, foi liberada para que os paraminenses possam captar água no local.

A movimentação no poço artesiano já é grande desde a liberação. Formou-se uma fila de veículos o local. Pessoas com galões aguardavam pacientemente a vez. Uma delas, o senhor José Odilon se deslocou do bairro Recanto da Lagoa até a Vila Raquel com uma caminhonete cheia de recipientes e disse que vai utilizar a água para beber e cozinhar:

José Odilon
pocoavilaraqueljoseodilon2

Ele chegou ao poço artesiano com oito galões de 20 litros com intuito de abastecer sua casa com a água do poço e distribuir parte para alguns familiares e vizinhos que não tinham condições de buscar:


José Odilon
pocoavilaraqueljoseodilon1

Após a interdição, a Vigilância Sanitária realizou uma limpeza na caixa que armazena a água do poço, além da troca de tubulações e a poda de uma árvore que fica no local. Em seguida foram feitas outras análises que ainda constataram a presença da bactéria, com isso foi feito uma drenagem.

De acordo com o coordenador do Departamento de Vigilância Sanitária de Pará de Minas Wander da Silva Rodrigues, após todo este trabalho foram feitas outras análises constatando que a água do poço artesiano da Vila Raquel, já não tem mais a presença da bactéria e está própria para o consumo da população:


Wander da Silva Rodrigues
pocoavilaraquelwanderdasilvarodrigues

O poço artesiano está localizado na rua Raquel Ferreira, na Vila Raquel, em Pará de Minas. A água é liberada gratuitamente para a população desde a perfuração deste poço em outubro do ano de 1969 do século passado.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!