Lotes vagos na mira de fiscais visando o combate ao mosquito transmissor da Dengue

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

mosquito_dengue
O país inteiro está intensificando a luta contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Febre Chikungunya e Zika Vírus. Um verdadeiro exército foi formado para acabar com os criadouros do mosquito.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A transmissão da doença vem atingindo números preocupantes nos últimos meses. Especialmente nesta época do ano – quando as chuvas caem e são sucedidas de sol – um ambiente propício para a reprodução do inseto.

Em Pará de Minas estão sendo registradas centenas de casos toda semana e a situação é delicada. De acordo com o médico Cardiologista e diretor Administrativo da Unimed Centro-Oeste, Geraldo Nasser Abdala Júnior, o município enfrenta uma epidemia de Dengue. Por isso, a equipe do Pronto Atendimento Unimed 24 Horas passou por treinamento para se adequar ao novo Protocolo do Ministério da Saúde para identificar e tratar os casos suspeitos e confirmados de Dengue.

Um dos fatores que tem contribuído para a proliferação do vetor é o uso de caixas d’água como reservatórios. A prática veio à tona durante o racionamento de água que trouxe muito sofrimento à população. Sem os devidos cuidados os recipientes acabam se transformando em criadouros do Aedes aegypti.

Outra preocupação da Secretaria Municipal de Saúde tem sido os lotes vagos. Muitos imóveis não foram devidamente limpos pelos proprietários e para agravar ainda mais a situação alguns vizinhos descartam lixo nesses locais.

rogerio_francisco_marinho
Uma simples tampinha de garrafa pode ser usada pelo mosquito para se reproduzir e por isso todo cuidado é pouco. De acordo com Rogério Francisco Marinho, essas propriedades também estão sendo fiscalizadas:

Rogério Francisco Marinho
lvrgfrmrh1

Cerca de noventa por cento dos focos do mosquito são encontrados dentro das casas. Mas, em alguns terrenos baldios da cidade também foram localizados materiais que acumulam água parada:

Rogério Francisco Marinho
lvrgfrmrh2

A população precisa apoiar a campanha de combate ao Aedes aegypti por eliminar qualquer criadouro do mosquito e denunciar os locais que possuem criadouros. Qualquer denúncia pode ser feita no Disque Dengue: 0800 940 9402.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!