Após aumento de casos e mortes, Comitê decide manter onda roxa em Pará de Minas até 22 de abril

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Foi realizada na manhã desta sexta-feira, 16 de abril, mais uma reunião do Comitê Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde do COVID-19. O Portal GRNEWS acompanhou o encontro que ocorreu de forma remota, obedecendo as medidas de prevenção impostas pelo Minas Consciente. Como anunciado pelo Governo de Minas Gerais ontem (15), a macrorregião Oeste permanece na onda roxa do plano por pelo menos mais uma semana para tentar diminuir a quantidade casos de Covid-19 e óbitos.

Reprodução

Quase todos os membros falaram seus pontos de vista sobre a atual situação. O secretário Municipal de Saúde Wagner Magesty fez uma reflexão importante e pediu para que todos deixem a política de lado, discutam assuntos sérios e prezem pela saúde.

Ele criticou a situação do Brasil hoje, que segundo ele está à beira de um colapso. No país, 83% dos pacientes intubados vão a óbito, enquanto em países da Ásia e Europa o índice está abaixo de 40%.

Citou também uma situação que tem sido recorrente. Um medicamento utilizado na intubação era comprado no início da pandemia por R$ 2,97. Hoje, após o Ministério da Saúde fazer requisições aos laboratórios, o Município compra o remédio por R$ 132,00.

Wagner Magesty também destacou ações divulgadas pelo Governo de MG que não condizem com a realidade dos municípios. Exemplo é o início da vacinação das forças de segurança e salvamento. O governador Romeu Zema (Novo) anunciou que os profissionais seriam imunizados no estado, mas em Pará de Minas só chegaram nove doses. Ou seja, jogou a responsabilidade totalmente para as secretarias municipais.

E trouxe uma notícia triste. Poderá haver um novo pico da Covid-19 no dia 25 de maio. Por isso os cuidados devem começar agora.

Quem também participou da reunião virtual foram os representantes de academias e espaços de prática esportiva. O representante do Muay Thai, Antônio, destacou a importância da prática de atividade física como prevenção à Covid-19.

Bárbara Oliveira é educadora física e também destacou a importância da abertura das academias. Ela havia solicitado ao Município uma flexibilização no funcionamento destes estabelecimentos, mas após ouvir a atual situação do Município e de cidades vizinhas, decidiu retirar o pedido.

O prefeito de Elias Diniz (PSD) disse que não trabalha com “achismo”, apenas com dados que resultam nas publicações do Município. Ele fez um balanço da taxa de ocupação atual do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), tendo nesta sexta-feira 100% de ocupação de UTI e leitos clínicos. No Hospital Municipal Padre Libério (HMPL), a taxa de ocupação dos leitos intensivos é de 20% e os semi-intensivos, 10%.

Comunicou ainda que em breve as famílias carentes e também os estudantes de instituições municipais receberão cestas básicas e kits de alimentação, por meio do programa Vida no Prato.

Disse ainda que o governo federal errou ao não adquirir as vacinas assim que elas foram criadas, citando ainda que foi um erro logístico também a compra de insumos. E quem sofre hoje é a população.

O novo decreto que será publicado ainda nesta sexta-feira (16), será válido até 22 de abril. Após quase três horas de reunião, todos os membros votaram a favor da manutenção da onda roxa no município. Não houve nenhuma mudança em relação ao decreto anterior, apenas retirados alguns trechos que tratavam de decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) a respeito do funcionamento das igrejas.

Em Pará de Minas os templos podem funcionar desde que o número de fiéis não ultrapasse 25% da capacidade máxima, as pessoas devem ficar a uma distância de três metros, todos de máscara, álcool em gel na entrada e aferição de temperatura.

O procurador-geral do Município Hernando Fernandes da Silva deixou bem claro durante a reunião que a minuta de um decreto já está pronta para assim que Pará de Minas voltar para a onda vermelha, o documento seja publicado imediatamente.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!