Para o setor têxtil paraminense o ano 2016 foi desastroso, afirma sindicalista

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


A industrial têxtil vem sendo uma das mais afetadas no Brasil durante os últimos anos. O setor vem registrando cada vez mais baixas com o fechamento de fábricas e a demissão de milhares de trabalhadores.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Em Pará de Minas a situação não é diferente. Durante o ano de 2016 as notícias ruins prevaleceram e a de maior destaque foi o fechamento da fábrica da Horizonte Têxtil, no bairro São Pedro.

A indústria gerava emprego e renda no município há mais de 20 anos e acabou não suportando a alta carga de impostos, a competição desleal com produtos vindos da China e o aumento nos custos de produção.

Já a cooperativa Coopertêxtil vem trabalhando apenas com o setor de acabamentos de tecidos. A Companhia de Tecidos Santanense ainda opera com cerca de duzentos funcionários em Pará de Minas.

Para Neuler Ribeiro, presidente do Sindicato Têxtil, o ano entrou para a história como um dos piores dos últimos tempos. Uma fase muito difícil e com muitos prejuízos para toda a sociedade, em especial a classe trabalhadora:


Neuler Ribeiro
balancosetortextilneulerribeiro1

O sindicalista afirma que o setor têxtil vem sendo destruído há muitos anos por causa dos produtos importados da China e da desconfiança gerada pela grave crise política que parece não ter fim em Brasília:

Neuler Ribeiro
balancosetortextilneulerribeiro2

Os economistas estão prevendo uma melhora na economia brasileira a partir do segundo semestre do ano de 2017. Mas, para isso o governo federal continua apresentando propostas austeras para a população.

Entre os projetos estão à lei que limita dos gastos públicos durante os próximos 20 anos, a reforma da Previdência e as mudanças nas leis trabalhistas. Em resumo, representarão mais tempo de serviço para se aposentar, menos investimentos e flexibilização da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!