Câmara presta homenagem às vítimas e aos bombeiros que trabalham nos resgates de Brumadinho

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O deputado federal Eduardo Barbosa foi um dos requerentes da Sessão Solene em homenagem às vítimas da tragédia de Brumadinho, em Minas Gerais, e também aos bombeiros militares e aos profissionais de socorro que trabalham nos resgates. A Sessão Solene aconteceu nesta quinta-feira (14) no Plenário da Câmara dos Deputados.

No dia 25 de janeiro de 2019, a Barragem da Mina do Córrego do Feijão, que pertence à mineradora Vale e estava localizada em Brumadinho, em Minas Gerais, rompeu-se e derramou um mar de lama com rejeitos, destruindo parte dos prédios da mineradora, casas, estradas e pontes, deixando centenas de mortos e desaparecidos. O Rio Paraopeba, um dos afluentes do rio São Francisco, foi contaminado pela lama.

Em seu discurso, Eduardo Barbosa ressaltou que o objetivo da sessão, além de prestar homenagem às vítimas da tragédia, foi de dar visibilidade à corporação Corpo de Bombeiros Militar. “Podem ter certeza que seremos aqui defensores dos bombeiros militares naquilo que vocês precisam para manter a dignidade do trabalho”, afirmou o deputado para as centenas de bombeiros militares que compareceram à Sessão Solene.

Eduardo Barbosa ainda afirmou que a bancada mineira do Congresso está empenhada em desvendar esse crime. “A Vale tornou-se uma empresa mundialmente reconhecida, mas não continuou investindo nas suas origens. Isso é lamentável porque foram essas barragens obsoletas que provocaram esses assassinatos. Devemos pedir desculpas a essas famílias”, disse.

O comandante do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, Coronel Edgard Estevo da Silva, e corporações do Corpo de Bombeiros Militar de vários estados do Brasil estiveram presentes na Sessão.

CPI
Nesta quinta-feira (14), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, autorizou a criação da Comissão Parlamentar de inquérito (CPI) de Brumadinho. O ato de criação foi lido em Plenário e abre prazo de 48 horas para que líderes partidários indiquem deputados para compor o colegiado. Havendo mais de 50% das indicações, a reunião de instalação da CPI já poderá ser marcada.

O foco da CPI será investigar as causas e os responsáveis pela ruptura da barragem, que causou a morte de, pelo menos, 203 pessoas. Cerca de 105 pessoas permanecem desaparecidas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!